Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

My Cute Panda Life

Be simple. Be original. Be yourself.

My Cute Panda Life

Perdi-te para sempre

Hoje foi um dia horrível. Durante a madrugada, eu descubro que o rapaz porque me apaixonei sente o mesmo que eu, declaro-me a ele (que se ia declarar se eu não tivesse metido água primeiro). Para vocês este post pode não ter qualquer sentido e ser estúpido, mas não é.

Essa pessoa e eu, apesar de tudo, não podemos ter mais nada. Demos um adeus um ao outro. E vocês não imaginam o quanto doeu. Hoje, provavelmente eu perdi o rapaz que mais amei até ao dia de hoje, supera até o meu primeiro namorado.

Tudo por causa da distância. Porque a distância tornou-se cara. Porque a distância nos separou. Separarem-se da pessoa que amam por causa de quilómetros de distância é doloroso.

A despedida custou imenso. Despedimo-nos em inglês, para tentar ser mais fácil, mas nunca seria, mesmo em japonês, nunca seria.

Ele dedicou-me uma canção e eu só quero chorar mais ainda ao lembrar-me, apesar de tudo, isto não altera nada, não altera os meus sentimentos por ele.

Dizem que chorar alivia, mas a minha cara não acha o mesmo, está muito vermelha e marcada, tal como os meus olhos, que já ardem.

Não sei como vai ser o futuro, mas sei que nunca vais ler isto, de qualquer forma, tal como te disso no final "Amo-te" e nunca me vou esquecer de ti.

 

Fresh Haircut

Olá!

Devem estar a perguntar-se porque é que desapareci durante estes dois dias (acho que foram dois, mas btw), digamos que temos uma novidade na minha vida.

Não é segredo para ninguém que eu adoro cortar o cabelo, e naquele último post sentimental que fiz, disse que não sabia de que cor pintar o cabelo, e também não sabia se havia ou não de cortar.

Na 4ª-feira, fui com a minha irmã ao cabeleireiro porque ela queria fazer franja e cortar o cabelo. Decidi que era hora de também dar uma repaginada no meu look, e antes que pensem, ainda não foi desta vez que pintei. 

Eu decidi cortar o cabelo ligeiramente acima do ombro, e adorei! Eu estava com receio, mas consigo relembrar agora, a facilidade do cabelo curto. É muito mais versátil, dá um ar mais leve, faz-me parecer mais alta, mais nova, e acima de tudo, poupo dinheiro no champô (provavelmente está mal escrito, mas vamos ignorar esse facto), e na água que gasto.

Percebi que definitivamente, cabelo comprido não é a minha onda. Eu tenho muito cabelo, cabelo esse que é muito grosso, então cai-me imenso cabelo, transpiro muito mais, e não vale a pena.

Mais uma vez, fiquei feliz por recorrer à minha cabeleireira habitual, que nunca me desiludiu em moment algum, e eu vou lá desde que tenho 8 anos, por isso vejam lá.

Bem, se tudo correr como previsto, no próximo mês pinto o cabelo e está a andar, um look de verão on fleek!

haircuts-46.jpg

 Be simple. Be original. Be yourself.

Love you 'till the moon and back!

Bye guys!

Melhor começo de férias

Olá!

Ontem foi o fim do Iave Summer Festival, finalmente acabou! O exame correu bem, mas logo veremos o resultado.

Quando acaba o exame, vocês não estão bem a imaginar a minha reação. Eu começo a fazer uma dança maluca como tudo que fez toda a gente rir, foi uma comédia de 2 minutos.

Assim que saímos, eu e duas das minhas melhores amigas fomos de camioneta até à cidade do Porto. Almoçamos juntas, passeamos pela cidade, foi muito divertido.

Não imaginam as poses mais estúpidas e malucas que fizemos, as fotos que tiramos estão demais, foi tão divertido.

Por fim fomos lanchar e voltamos para as nossas casinhas, o que foi ótimo.

Apesar de o grupo não ter estado todo, eu gostei muito de estar com elas!

 

 

Motivation Time | 26 de junho de 2017

Olá!

Hoje é o último dia em que posso estudar e aprender tudo o que me falta. Nada está garantido até este ponto (na verdade está, mas pronto, vamos ignorar isso). É a última chance que tenho de provar que mereço a nota que tive, e como tal eu vou aproveitar essa oportunidade.

Apesar de Matemática chegar ao ponto em que os exercícios são todos iguais, desenganem-se porque o exame, certamente terá por lá muitas ratoeiras nas quais eu não posso dar-me ao luxo de cair.

Amanhã, por esta hora, estarei a sair da tolerância (isto se precisar dela, mas partindo do princípio que sim), enquanto vou ligar à minha mãe e ao meu pai e reclamar imenso do enunciado, em seguida, vou chegar aqui e despejar um montão de queixas, dando graças a deus o facto de estar de férias finalmente.

Como estou com uma falta de motivação para estudar enorme (já estou acordada desde as 07:30, tive aula às 08:15 e agora estou em casa), decidi fazer este post para ver se a vontade aumenta e se consigo fazer um estudo produtivo, em que aproveito o tempo todo que me resta para tirar proveito do meu estudo.

Por fim, para quem tem que estudar neste momento, desejo-vos imensa sorte e que este post também vos sirva de incentivo.

keep going.jpg

 Be simple. Be original. Be yourself.

Bye guys!

Uma carta para a minha alma gémea

Querida cara metade/alma gémea (como preferires que te chame),

Não sei quando estás a ler isto, não sei se haverá alguém no futuro a ler isto (não sendo pessimista, mas eu posso não encontrar A pessoa, acontece a muita gente, eu posso fazer parte desse grupo de pessoas, nunca se sabe), mas vamos partir do princípio que há.

Olá! O meu nome é Bella (provavelmente já deves saber que não gosto que me tratem pelo meu nome completo, por isso não ouses pensar nele por uma milésima de segundo sequer, enquanto lês isto), mas isso tu já sabes. Provavelmente conheces a pessoa que eu sou no futuro (que é o teu presente, mas pronto), deves ter ouvido a minha história, deves conhecer-me bem, mas não sabes quem eu realmente sou aos 15 anos (ou então já me conhecias nessa altura, quem sabe, a vida está cheia de voltas e reviravoltas).

Não sei que idade vou ter quando te mostrar isto, talvez agora estejas deitado ao meu lado enquanto lês este post e eu o releio. Não sei como essa Bella está neste momento, mas se ela manteve aquela caraterística da vergonha do que escreve, então provavelmente está muito vermelha, a encolher-se, a fechar os olhos com imensa força e a remexer-se por tudo quanto é lado. Como não tenho a mínima ideia de quem és, também não tenho uma pequena ideia de como és, se te estás a rir dela e a ler isto em voz alta só para ela ficar ainda mais constrangida e tapar os ouvidos enquanto grita "LALALALALA", ou se lhe dizes que não tem que ter vergonha dela própria, porque por muitas mudanças que ela (é muito estranho falar de mim na terceira pessoa, especialmente usando verbos no conjuntivo e no condicional) possa ter sofrido, quem escreveu isto ainda faz parte da sua essência.

Estou-me aqui a questionar se ela te contou porque escreveu este post, se te contou, fantástico, já tens uma noção do que se trata, se não te contou, está na altura de a "queimar". Neste momento ela já deve estar a amaldiçoar o dia em que escreveu este post, ou então está a culpar o irmão disto tudo, quando o coitado desta vez não tem culpas no cartório, queixando-se de até o "eu" dela do passado a envergonhar à força toda.

A Bella de 15 anos está neste momento a escrever isto porque está com problemas do coração (sentimentais, vá). O que se passa é que ela está apaixonada por um rapaz, é encantador, educado, fofo, um doce autêntico! Como disse desde início eu não sei quem és, mas confesso que teria muito gosto que fosses aquele rapaz que me fez escrever-te esta carta. De qualquer forma, caso não sejas esse ser humano do sexo masculino, fica sabendo que se estás comigo, se és a minha cara metade, mas mais importante de tudo, se estás a ler isto, considera-te o mais importante de todos aqueles por quem alguma vez nutri qualquer sentimento, porque não é qualquer um que me faz revelar tanto de mim, se o fiz é porque te amo com todo o meu coração.

Provavelmente, não te estou a dizer nada agora, porque nem eu sei ao certo que raio de articulação e encaixe de ideias é este! Se continuei igual, sabes que tenho uma obsessão por escrita com introdução, desenvolvimento e conclusão, e que quando sinto que as coisas que escrevo estão mal escritas tenho uma crise tão grande que parece que das duas uma, ou estou com uma CPE ou entrei na TPM.

Eu, com 15 anos aqui, quero fazer-te perceber quem sou hoje e as expectativas que tenho acerca de ti (eu sou extremamente contra criar expectativas, mas olha, abri uma exceção).

Com 15 anos, entrei em CGE, entrei no Colégio em que o teu sogro andou (e no qual os nossos possíveis futuros filhos possam vir a andar), estou orgulhosa de mim própria por isso mesmo. Estou um pouco nervosa com o futuro lá, quero que tudo corra bem, quero ser feliz num lugar definitivo e deixar os fantasmas para trás. Hoje (o teu hoje), o meu secundário, já lá vai há algum tempo, talvez a minha faculdade também, já passaram os tempos de ficar um pouco nervosa com o futuro, mas como eu sou meia anormal, se calhar quebrei os padrões.

Gostava de te poder dizer agora quem é a pessoa a escrever isto, mas eu não sei, e digamos que isso é bem notório. Ouço música com um estilo muito variado, tal como me visto de forma muito variada, mas já deves saber isso pelas fotos. Ora sou muito cutie, ora sou muito boho, ora sou muito hipster, ora sou muito grunge, ora sou muito classy, como podes ver, tenho uma variadade infinita de versões de mim própria.

Estou com um dilema, e quando estiveres a ler isto, vais de certeza achar que estava a ser mesmo muito drama queen, mas por agora, é aquele stuggle digno da frase "OMG! GUYSSS!! THE STRUGGLE IS REAL!!". Pintei o cabelo em março, no entanto a cor começou a desaparecer, e agora que estamos em junho, as raízes que mostram a minha cor natural, vão até quase a descida da cabeça, portanto tenho que o pintar! O meu problema é, devo pintar de ruivo ou voltar a ser morena, devo cortar porque está a ficar muito comprido ou deixá-lo andar? No teu presente já te posso dizer o que optei por fazer, mas no meu presente não faço a mínima do que fazer! Para ti isto pode não ter nada a ver com o assunto, mas mostra um pouco de quem eu sou no momento em escrevi a carta.

Talvez eu não seja propriamente a pessoa que está contigo, talvez seja um pouco infantil, talvez tu adores a minha maluquice de todas as formas com todas as idades, e talvez eu não tenha sido o que esperavas que eu tivesse sido.

Bem, mas está na minha altura de fazer a lista de coisas que tenho esperança que sejas, talvez correspondas aos meus sonhos de adolescente, ou então talvez isto seja aquela dica bem básica para começares a fazer estas coisas (estou a brincar, para mim tudo o que fazes e és chega perfeitamente).

Eu espero que tu não me magoes. Eu tenho quase a certeza de que sabes da minha história e eu quero que contigo seja diferente, não quero sofrer, não quero deixar-te ir, não quero ter que passar pela sensação de te perder.

Não sei se tu e eu somos casados agora, ou se simplesmente juntamos os trapinhos e decidimos fazer uma vida a dois. Mas fica sabendo que não preciso de casamento, para mim acordar ao teu lado todos os dias até ao último que tenha é suficiente. Afinal, desde quando é que uma festa e um estúpido papel, são capazes de medir ou determinar o nosso amor?

Quanto a filhos, não sei se os temos agora, e se os temos, quantos. No entanto, espero que tenhamos chegado ao consenso de lhes dar nomes incomuns, mas ao mesmo tempo, nada de nomes esquisitóides! Espero que quanto à educação deles sejas a favor de os deixar "bater com a cabeça na parede", porque essa é a educação em que eu acredito. Ainda assim, caso não fores, espero que não sejas demasiado protetor e os deixes viver a vida deles, sempre dentro de limites. Nós iremos chegar a um acordo, de certeza absoluta!

Espero que o nosso ambiente em casa seja agradável, que possamos contar tudo um ao outro, que sejamos os confidentes, os amantes, os melhores amigos, e que nada nem ninguém estrague aquilo que temos. Não podemos dar-lhes esse prazer.

Espero que estejas comigo nas horas boas, nas horas más, em todas elas. Eu estarei sempre lá contigo, quer seja para te dar mimos quando "bateres com a cabeça", para te dar um raspanete quando errares, ou mesmo para te dar toda a razão, eu estarei sempre lá.

Espero que estejamos juntos para combater todos os "monstros", para derrubar todas as barreiras, para dar um sacode à má língua, ou mesmo para celebrar as nossas vitória, quer individuais, quer conjuntas. Porque no fim das contas, nós completamo-nos, logo temos que dividir o bem e o mal por ambos.

Por fim, espero que me respeites tanto quanto eu te respeito, ou melhor, respeitarei. Espero que me admires, como eu te admirarei. Espero que ames como eu te amarei.

Com amor,

 

A tua cara metade/alma gémea, que provavelmente sem te conhecer, já te ama.

 

Tag | Verão Perfeito

Olá!

Eu não sei se alguma vez vos disse, mas eu tenho uma panca, repito uma PANCA por tags. Eu adoro ver tags para responder, adoro responder a tags, adoro ver as respostas de outras pessoas a tag, adoro vídeos de tags, posts de tags, estão a perceber a ideia?

Apesar de no outro dia ter feito uma tag (se quiserem ver, cliquem aqui), estava a navegar na Internet e deu-me aquela vontade doida de fazer outra, portanto cá estou eu a fazer uma nova.

Desta vez, trago uma tag acerca do verão. Eu sei que fiz um post a dizer as 13 razões pelas quais odiava o verão (acreditem, poderia ter enumerado muitas mais razões, mas como eu quis fazer parte da moda das 13 razões pronto, juntou-se o útil ao agradável), mas pensei que havia gente que gostava do verão e que poderia gostar que eu respondesse a esta tag.

Agora, sem mais demoras, explicações e interrupções, está finalmente na hora de começar a responder à tão esperada tag. Espero que gostem!

 

 

 

1. Qual é a tua peça de roupa favorita para usares num dia super quente de Verão?

Uns calções porque calções já são vida quer faça frio, chuva, vento, sol, quanto mais calor!


2. Se pudesses escolher APENAS um batom para usares todo o Verão, qual seria?

Provavelmente usaria um hidratante da Yves Rocher que comprei quando fui a Espanha, tem sabor a morango (agora estou em dúvida se é a morango ou cereja, mas de qualquer forma é de um fruto desses) e deixa uma corzinha muito gira.


3. Qual o verniz que mais usas no Verão?

Eu não sou uma pessoa que costuma usar vernizes, mas gosto daquele verde água porque vai muito bem com o moreno.


4. Escolhe e mostra o teu Acessório favorito para o Verão!

O meu acessório favorito para o Verão são umas astes que colam aos meus óculos, infelizmente não posso mostrar os meus agora, mas deixo uma foto que mostra mais ou menos.

 Basicamente são uns óculos de ver como todos os outros que trazem lentes que colam à armação dos óculos graças a ímans que estão em ambos imbutidos. É bastante útil e muito mais económico que pagar por dois óculos.


5. Qual a bebida que mais gostas de beber no Verão?

Não sei... eu gosto muito daquelas água de sabores do Luso, talvez uma de Goiaba e Toranja sejam aquelas que mais adoro beber no verão.


6. Onde costumas passar a maior parte das tuas férias de Verão?

Depende muito dos anos. Geralmente passo as férias no Porto, mas também costumo ir para o Alentejo, para casa dos meus avós.


7. Quais são os teus sapatos favoritos para usares no Verão?

Ténis, são confortáveis até dizer chega! As sandálias são muito duras e fazem-me arder os pés por mais almofadadas que sejam.


8. És do tipo de pessoa que gosta de "torrar" ao sol com óleos de corpo ou usas

sempre protector 50+ e pões-te à sombra nas horas de maior calor?

Eu não gosto de ficar bronzeada porque a pele começa a sair, o couro cabeludo escama, fico toda vermelha antes de ficar realmente morena, é terrível (digo isto com um sentimento bem sentido, visto que é o meu estado neste momento)! O meu problema é que por muito protetor que aplique no corpo, acontece sempre isto. Mas vá, como não gosto muito de óleos, mil vezes o protetor.


9. Faz uma breve descrição das melhores férias de Verão que já tiveste.

As melhores férias de verão que já tive foram provavelmente, há dois anos atrás. Fui para o Alentejo, fui a um batizado, escrevi sempre no meu blog, mas acima de tudo tive o primeiro crush de verão, o que é uma história deveras engraçada, mas que ninguém vai ter o privilégio de ouvir/ler.


10. Nomeia 5 pessoas para responder a esta TAG.

Bem, eu não gosto de nomear pessoas para fazer tags, porque primeiro é como se as obrigasse e porque depois dá trabalho a identificá-las (preguiça a nível máximo, sempre)!

Mas vá, SofiaMariaHikarrynoIDENTITY e Simple Girl deixo-vos nomeados, se quiserem fazer estejam à vontade, caso não queiram, não precisam de fazer (estas nomeações foram feitas só para dizer que completei a tag com sucesso, sintam-se lisonjeados por serem aqueles em quem pensei em primeiro lugar ahahah just kidding). Mas também, se houver por aí alguém que queira fazer, sintam-se livres para isso.

 

Como vos adoro a todos, desejo-vos um bom verão repleto de picadas de mosquitos e suor pelo corpo todo, porque sim, apesar de eu vos adorar a todos, não sou santa, não faço milagres (isso aí já faz parte do departamento do meu irmão, ele é que é o deus, mas não lhe digam que mencionei isto, nunca mais ninguém o calava), como tal, não evito aquilo que acontece todo o santo verão, não consigo reenviar os presentes que a nossa mãe natureza nos envia, porque se pudesse, eu fazia isso!

Mas deixando de devaneios, tenho que ir jantar e descansar porque amanhã é o dia do estudo milagroso de última hora que me vai fazer aprender os conteúdos que ainda não aprendi dos últimos três anos de escola que já tive. Durmam bem e tenham um bom dia, pode ser que amanhã ainda dê cá um saltinho, senão até terça depois do exame, quando eu aparecer para reclamar e boicotar o Ministro da Educação outra vez.

Be simple. Be original. Be yourself.

Bye guys! 

É tão rude!

Estou na minha pausa da hora de almoço (sim, eu acabei de almoçar à relativamente pouco tempo. Eu sei, eu como tarde) e resolvi dar um saltinho aqui, desta vez para trazer-vos um desabafo. O assunto é um dos que já me está entalado na garganta há imenso tempo, como tal resolvi vir aqui e deitar tudo cá para fora.

Há uns tempos divulguei o futuro do meu secundário, não sei se vocês leram ou tomaram conhecimento, mas eu vou para um curso profissional. Foi uma escolha apoiada pelos meus pais, já que nos informamos e era a melhor opção para mim. O facto de sair do 12º ano com o nível 4 no Quadro QNQ, faz-me imenso jeito, especialmente no que toca à minha vida pessoal.

No entanto, irrita-me os comentário que imensa gente faz. As reações que as pessoas têm são incrivelmente rudes! Quando eu conto isso às pessoas elas deixam bem claro que para elas, se fores para um curso profissional, então és burro e não queres ter trabalho. Isso não é, de todo, verdade.

Tudo tem a sua dificuldade, mas a má língua tem sempre que existir. Uma boa parte das pessoas pensam que a malta de Artes é burra e foi para um curso mais fácil. Não é verdade. Eu tenho amigos que foram e tenho amigos que vão para Artes, eles dizem, e eu acredito, que o curso é extremamente difícil por causa da técnica, tem vários pormenores, exige um grau de trabalho altíssimo, não é para qualquer pessoas. O mesmo acontece com a malta de Humanidades, é curso bem difícil, História A é uma disciplina com imensos conteúdos, Geografia A também, Alemão é uma língua que não tem nada a ver com as que aprendemos durante 9 anos de vida. E agora, também posso dizer que Ciências é um curso difícil, tal como Economia. Sabem porquê? Tudo tem a sua dificuldade, quem não quer trabalhar para ter bons resultados recorre ao abandono escolar e ponto final, ou então fica lá a passear os livros. O meu curso também é difícil.

Para dar uma noção básica. Eu vou ter Economia A, uma disciplina com a qual não estou minimamente familiarizada, vou ter as disciplinas do curso de Economia todas (com a exceção de Geografia, penso eu), a diferença é as específicas do meu curso que ainda vou ter, mais o estágio bianal (11º e 12º ano), não é fácil! 

Odeio que queiram saber mais que eu, se eu escolhi assim eu tive os meus motivos, e ninguém tem que se meter nisso, são os meus assuntos, eu não me meto nos de ninguém, então agradeço imenso que tenham educação e não se metam nos meus.

Este é um assunto que me revolta. Não sou menos que ninguém por fazer uma escolha diferente, odeio que a condenem e me recriminem, tentem demover-me dela. 

Peço desculpa pela minha revolta, mas está sempre a acontecer e eu quis simplesmente deitar cá para fora.

 

Motivation Time | 24 de junho de 2017

Olá!

Por estes lados, é feriado municipal por estes lados. Poderia ser ótimo, poderia ser um dia absolutamente fantástico, mas os livros de matemática estão a chamar-me, porque o exame é logo na 3ª-feira.

Está quase a acabar a época de exames, por isso, vou dar o máximo agora (tenho esperança de tirar melhor nota que a que vou tirar a português, o que é inédito). Como temos que pensar sempre positivo, podia ser pior! Eu até gosto de Matemática, imaginem se tivesse que fazer exame a Físico-Química, muito pior!

Comecei bem o dia. O meu pequeno-almoço foi panquecas com Nutella e um copo de leite (para quem estava de dieta, vais bem lançada), convenhamos que aquele docinho bom dá-nos sempre aquela motivação. Entretanto tomei um banho e agora, é a altura de me por na alheta e ir mesmo estudar.

Se também tens que estudar, desejo-te um bom estudo porque os exames estão aí. Se já fizeste os teus exames, espero que te tenham corrido bem. Se ainda falta para acabar a tua época de exames, estamos juntos nesta.

Adoro-vos todos do fundo meu coração, espero que tenham um bom-dia e que sejam felizes.

Be simple. Be original. Be yourself.

Bye guys!

41-Sentence-Quotes-That-Will-Leave-You-Speechless-

 

Pág. 1/3

Quem está deste lado?

Uma adolescente com os seus consistentes 15 anos que sobrevive às adversidades do dia a dia, acompanhada do seu blog, onde conta as suas peripécias e aventuras.

Estudante de secundário durante o dia, blogger durante a noite. Uma apaixonada pela escrita de todo o tamanho. Pensadora nata. Eterna sonhadora.

Para muitos um livro aberto, para outros um mistério por resolver.

Intrigado? Fica por estes lados e talvez desvendes o mistério.

Apresentação Visual

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D