Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Lost in a Cloud

Be simple. Be original. Be yourself.

Lost in a Cloud

Be simple. Be original. Be yourself.

#13 Sweet 14: Hospitais

Hi people! Hoje o meu dia não se resumiu à escola, aliás, faltei. De manhã eu nem tinha aulas sequer, e não se vos contei, mas tive de fazer duas ecografias por causa das dores constantes. Ora, o Hospital onde tive de ir fazer a ecografia era um bocadinho longe de minha casa, e digamos que a viagem foi um bocadinho complicada...

Tinha de ir em jejum devido à ecografia abdominal, mas ao mesmo tempo tinha de ir com a bexiga cheia porque ia fazer uma ecografia pélvica. O certo é que em jejum, no meio de uma estrada cheia de curvas e a beber litro e meio de água fiquei tão enjoada que parecia que ia vomitar, abri o vidro e foi pior a emenda que o soneto, cheirava a pneu queimado e eu quase virei mesmo o barco, dava-me arranques, mas nunca cheguei a conseguir realmente vomitar.

Esperei, fiz as ecografias e o médico não disse nada apenas disse "Bom-dia, podes deitar, desapertar as calças e levantar a camisola" no início e "Podes limpar a barriga, arranjar-te naquela sala e sair, eu mando os resultados para o hospital". Achei-o um bocado antipático.

Saí, fui tomar o pequeno almoço e quando estava a passar pela marginal/beira-mar começo a sentir uma dor muito, muito, muito, mas mesmo muito forte do lado esquerdo na minha barriga, pontadas muito fortes que me faziam chorar com tanta dor. Fui para casa, mas passado um bocado fui para o hospital mais próximo, o do costume, digamos. 

Eu mal cheguei às urgências a sala toda começou a olhar para mim, eu gritava e chorava com dores, fizeram-me as inscrições e levaram-me logo para a sala de espera da pediatria, onde mais uma vez ficaram a olhar para mim. Chamaram-me para ir à triagem e eu chorava, voltei para aquela sala outra vez, chamaram-me para ir ao gabinete e eu lá fui, ainda a chorar, mas ainda assim mais calma. O médico fez-me umas perguntas básicas e pediu-me que me deitasse na maca e puxasse a camisola para cima, andou lá a apalpar-me a barriga, e eu chorava porque me doía imenso de novo, voltei para a sala e fui logo fazer uma ecopélvica.

Na sala a minha mãe voltou-se e era assim "Para de chorar, as pessoas estão todas a olhar para ti!" e eu volto-me para ela levantando a cabeça e digo-lhe logo a alto e bom som, para todos os que olhavam ouvirem "E tu achas que eu quero saber do que as pessoas pensam? Eu é que estou com a dor insuportável, não quero saber se olham ou não, ou o que quer que seja que pensem eu só quero que a dor pare e que os enjôos também!".

O meu médico que me fez a terceira e última ecografia era muito mais simpático, doeu-me um bocado porque ele carregava aquilo um bocado, o frustrante da coisa é que não acusou nada! Não se faz a mínima ideia do que eu tenho.

Acabaram por me dar um analgésico tão forte que eu adormeci durante umas horas e quando acordei não sentia nada, e quando digo nada, era mesmo nada! Mas pronto, na próxima semana vou ter de tirar sangue, espero que não seja outro dia igual a este!

 Lição de hoje: A rede dos hospitais é péssima quando se trata de comunicar e dar novidades ao telemóvel.

Dica de hoje: Se tens dores queixa-te, para de te fazeres de forte, senão, eles mandam-te logo para casa.

6 comentários

Comentar post

Quem está deste lado?

Uma adolescente com os seus consistentes 15 anos que sobrevive às adversidades do dia a dia, acompanhada do seu blog, onde conta as suas peripécias e aventuras.

Estudante de secundário durante o dia, blogger durante a noite. Uma apaixonada pela escrita de todo o tamanho. Pensadora nata. Eterna sonhadora.

Para muitos um livro aberto, para outros um mistério por resolver.

Intrigado? Fica por estes lados e talvez desvendes o mistério.

Apresentação Visual

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D