Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lost in a Cloud

Be simple. Be original. Be yourself.

Lost in a Cloud

Be simple. Be original. Be yourself.

Tomei uma decisão

Desde há uns tempos para cá que sonho, em segredo, contituir uma família. Queria ser feliz, casar-me e ter filhos. Mas hoje tomei a decisão mais complicada da minha vida. Eu não vou fazer nada dessas coisas.

Provavelmente eu vou ser solteira para sempre, quem se vai apaixonar por uma pessoa feia, gorda e detestável como eu? Quanto a filhos, a decisão é muito mais dura.

Como já todos sabemos (acho eu), os bebés fazem-se a dois e se nunca encontrar alguém para estar ao meu lado, não é numa noite louca que tudo se resolve. Poderia sempre optar por fabricá-lo em laboratório, mas a questão não é essa.

Eu não quero ter filhos por que não vale a pena. O mundo é demasiado cruel, demasiado injusto e triste. Eu não quero que os meus filhos passem a vida toda a sofrer, não quero que os meus filhos acabem como a mãe. Além do mais, eu tenho a certeza absoluta que vou dar uma mãe horrível, nenhuma criança merecia ter uma mãe como a que eu seria, desequilibrada, detestável e chata, desinteressante.

Estou cansada das minhas colegas de turma dizerem que às vezes ganhamos, e que às vezes perdemos, porque ao contrário delas, eu estou sempre a perder tudo!

Sinto-me mal, sinto-me triste, tenho vontade de chorar, admito isso, mas não quero chegar a esse ponto porque sinto-me fraca, eu estou a falar disto e ao escrever isto tenho vergonha, sinto-me dramática, exagerada, depressiva e fraca.

 

I understood who is really the real friend

Hi! Bem, hoje foi um dos piores dias da minha vida, de manhã deparei-me com uma situação triste, para mim. Fiz de conta que não era comigo, dei os parabéns e fui embora. De tarde a minha stora de EV foi mesmo estúpida para mim.

Eu não sei se contei, mas tenho pavor de formigas porque um dia levantei-me e tinha um montão delas a subir-me pelas pernas. O certo é que, o meu colega do lado de empréstimo sabe disso, e havia um formiga mais à frente. Ele levantou-se de propósito só para a trazer para a minha beira, pedi-lhe por favor para tirar a formiga da minha beira e ele cada vez mais a chegava a mim, até que comecei a falar mais alto e a dizer para ele a tirar dali.

A stora o que é que fez perante isto? Mandou-me arrumar as coisas e ir lá para frente, como se tivesse sido eu a culpada, ele estava lá por empréstimo, ele foi o culpado, e eu é que tive de sair! Lá lhe fiz a vontade depois de ter reclamado e protestado (com a razão do meu lado), no final da aula tocou, peguei na minha mochila e na minha mala e saí imediatamente da sala o mais rápido que conseguia, e o meu amigo (o único que tenho dentro na escola e que está lá para tudo) veio a correr atrás de mim e tentou fazer-me sorrir.

Foi o pior dia da minha vida, ou pelo menos um dos piores, preferia ter ficado sozinha no meio do mato outra vez, perder-me de vez.

Quem está deste lado?

Uma adolescente com os seus consistentes 15 anos que sobrevive às adversidades do dia a dia, acompanhada do seu blog, onde conta as suas peripécias e aventuras.

Estudante de secundário durante o dia, blogger durante a noite. Uma apaixonada pela escrita de todo o tamanho. Pensadora nata. Eterna sonhadora.

Para muitos um livro aberto, para outros um mistério por resolver.

Intrigado? Fica por estes lados e talvez desvendes o mistério.

Apresentação Visual

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D