Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lost in a Cloud

Be simple. Be original. Be yourself.

Lost in a Cloud

Be simple. Be original. Be yourself.

Aquelas músicas...

...que tu adoras mas nunca sabes o nome. A minha é um clássico, sempre adorei esta música dos Goo Goo Dolls, há algum tempo é que descobri que se chamava "Iris" e estava integrada na banda sonora do filme "A Cidade dos Anjos".

 "And I don't want the world to see me, 'cause I don't think they'd understand, when everything's made to be broken, I just want you to know who I am"

É oficial as crianças adoram-me!

Yup, eu sei que é estranho, visto que eu não sinto lá muito o mesmo por elas. Eu não gosto de crianças porque me trazem más memórias, no entanto, elas parecem adorar-me!

Vou ao super-mercado as crianças olham para mim maravilhadas, as filhas das amigas da minha mãe ide em aspas, aspas ide. Todas as crianças têm um fraquinho por mim e eu nunca consegui perceber o porquê.

No entanto houve algumas que me marcaram, as que me abraçaram do nada, essas crianças marcaram-me. Ano passado, lá por Agosto, o meu primo bebé esteve por aqui, ele babavasse mal me via, ele sorria, começava a espernear porque queria o meu colo.

A filha de uma das melhores amigas da minha mãe (que eu conheci no outro dia), estava a vida toda a meter-se comigo, mas o que mais me toca são aquelas crianças que me abraçam, essas apanham-me desprevinida e são doces comigo.

Acho que com o tempo eu vou gostando mais de crianças, percebi que já nem todas são tããããooo maldosas como as que em tempos conheci, há crianças doces, simpáticas e divertidas que me aceitam e gostam de mim como sou.

Definitivamente, estas crianças de hoje em dia até me aceitam e são doces, gostam de mim e eu fico feliz por isso, posso dizer que houve algumas vezes que me emocionei com certos atos que eles fizeram.

 

O problema dos saldos

Preciso de roupa, é um facto. Os saldos andam aí, é um facto. No entanto, eu não compro nada, é um facto.

Eu, como sabem, não sou uma miúda que ligue a roupa e maquilhagem, no entanto, hoje a minha irmã e a minha mãe insistiram em ir ao shopping. Para mim foi uma tortura.

Peguei num montão de coisas, mas não cheguei a experimentar nada. Eu tinha dinheiro para comprar tudo, mas o medo de apanhar uma desilusão ao experimentar falou mais alto.

Sou assim desde há uns tempos, custa-me muito experimentar roupa, fico triste, deprimida até. Sinto que nada me fica bem, por muito que me digam que fica e que devo levar a peça, eu sinto-me uma baleia dentro dela.

Hoje resolvi entrar numa loja, uma loja na qual eu nunca, mas mesmo NUNCA em hipótese alguma compro roupa, a Bershka. Entrei lá porque vi uma camisola que até achei gira e me chamou à atenção. Experimentei-a, no entanto, apesar de até me assentar bem e ser um M (coisa que nas lojas das magras nunca é), eu senti-me mal com ela, senti que ficava muito mal na minha pessoa.

Este é o meu problema, custa-me muito olhar para as peças de roupa e ir experimentá-las, porque muitas vezes apanho aquela deceção, decidi há algum tempo que experimentar assim tanta roupa me deita abaixo porque por não me assentar bem eu começo com aqueles problemas de "Não sou magra o suficiente" ou mesmo "Sou uma baleia, como é que pude pensar que eu ia ficar bem dentro disto?", e já sabemos aonde é que isto tudo leva.

Mais alguém tem ou teve este problema?

 

Quem está deste lado?

Uma adolescente com os seus consistentes 15 anos que sobrevive às adversidades do dia a dia, acompanhada do seu blog, onde conta as suas peripécias e aventuras.

Estudante de secundário durante o dia, blogger durante a noite. Uma apaixonada pela escrita de todo o tamanho. Pensadora nata. Eterna sonhadora.

Para muitos um livro aberto, para outros um mistério por resolver.

Intrigado? Fica por estes lados e talvez desvendes o mistério.

Apresentação Visual

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D