Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lost in a Cloud

Be simple. Be original. Be yourself.

Lost in a Cloud

Be simple. Be original. Be yourself.

Movie Review | A Melodia do Adeus

Estive a ver esta maravilhosa adaptação cinematográfica do best-seller escrito por Nicholas Sparks. E tal como todos os outros, não desiludiu nem um pouco!

Eu considero este filme um dos melhores filmes acerca de amor porque explora todo o tipo de amores: o amor jovem, o amor fraterno, o amor amistoso, o amor fraternal e o amor maternal (ainda que raramente).

Veronica Miller, mais conhecida como "Roonie" é um prodígio no piano, tendo sido ensinada em pequena pelo seu pai, Steve Miller. Steve partiu para a Geórgia, a sua terra natal, assim que se separou de Kim e deixou Roonie e Jonah aos seus cuidados, em Nova Iorque.

Num verão, Roonie e Jonah vão passar as férias de verão com Steve, é aí que Roonie conhece Will. 

Eu adorei o filme, a Roonie rejeita o piano por causa do pai, foi aceite em Julliard, mas ainda assim rejeita ir. Será que no final do filme ela volta a tocar e aceita a oportunidade?

Quem já leu/viu?

 

 

Estou a conseguir

É verdade, eu, Isabela Oliveira sinto-me bonita. Passo a minha vida toda a ligar ao que pessoas que não gostam de mim dizem, em vez de ligar à opinião das pessoas que gostam de mim.

Hoje olhei-me ao espelho com atenção, e pela primeira vez eu gostei do que vi, não do meu corpo, que continuo a não gostar, mas isso é outra história.

Eu olhei para mim, olhei para a minha cara, o meu cabelo todo despenteado num rabo de cavalo, sorri e percebi, eu sou bonita.

Não importa as marcas que tenho no meu corpo, não importa se sou gorda (ou se pelo menos me vejo assim), não importa o meu passado, não importa nada disso e sabem porquê? Porque é isso que me faz ainda mais fascinante.

Eu sou bonita como sou, gostava de ser diferente? Claro! Mas há coisa que nós não podemos mudar, e nós temos que aprender a sentir-nos bem como somos!

Eu sou bonita e não importa o que os restantes pensam, eu sou o que sou, com feridas, marcas, unhas estragadas, dentes estragados, estrias e cabelo danificado, sou eu. E sabem que penso disso tudo? É o que mostra o forte que sou, o que eu passei, por tudo o que passei de mais complicado e superei!

Obrigada a todos os que me têm apoiado, como a Marta, a Kika, a Sofia, a Kikas, a Inês, a Sofia, a Vânia, a Catarina, a Claúdia, a Sara, a Raquel, e uma pessoa muito importante que não está envolvida na blogosfera, mas que me tem ajudado muito e me deixou a pensar acerca de algo durante os últimos dias, chegando à conclusão de hoje.

"Eu posso não ser atraente, posso não ser lindo, mas na minha cabeça eu sou porque lá eu posso ser o que eu quiser. Eu não tenho que ligar às opiniões dos outros".

Obrigada pelo apoio que vocês me têm dado, se eu não tivesse sido tão apoiada provavelmente eu não teria encontrado o meu caminho, estou a solucionar os meus problemas pouco a pouco, não superei tudo, mas aqui estou eu, a começar a conseguir fazê-lo.

A todos os que se sentem como eu, a todos esses eu dedico esta música, e não se esqueçam daquela frase, sorriam, amem-se, aceitem-se e vivam a vossa vida sem medos, e se correr mal... continuem, a vida é feita de quedas, limitem-se a levantar e continuar, por muito difícil que seja!

 

 

Aquela música com que todos gozamos

Ó Liliana Marise, isso é que foi categoria! Eu adoro a tua canção, só me faz rir à gargalhada!

No videoclip da Liliane Marize aparece uma parte desta música, ó miga, tu pareces um autêntico unicórnio feito de arco-íris! 

Ai, é melhor eu calar-me já, senão ainda vai haver terror! Por isso, gente aí em casa, meninos e meninas que estejam a ouvir isto, portem-se todos bem, porque se se portarem mal vai haver terror!

 

Book Review | Primeiro Amor

Hi guys! Hoje resolvi fazer algo que nunca faço, uma Book Review!!!! Eu não sou pessoa de ler, como acho que já não é novidade para ninguém que me acompanha. No entanto, nos últimos tempos, os livros têm-se tornado cada vez mais parte do meu quotidiano.

Então vou deixar-me de introduções chatas sobre a minha relação com a leitura e passar realmente ao que importa!

Eu recebi este livro no Natal, como indiquei neste post, foi-me oferecido pelo meu irmão mais novo. 

Li-o na altura e no 3º período apresentei-o em português, este livro foi... um género de "A Culpa é das Estrelas". É uma ficção romântica escrita por James Patterson e Emily Raymond, dedicado a Jane Blanchard, uma mulher por quem J.P (como prefere assinar), se apaixonou.

A história fala sobre dois adolescentes, Alexandra Moore e Robinson que se conheceram quando sofreram de cancro. Ambos estão salvos, Alexandra, ou Axi, só confiava em Robinson. Um dia, desafiou-o a embarcar numa viagem com ela pelo país, a MC (alcunha dada pelo Robinson, que significa Menina Certinha), quebrou as regras.

A verdade é que Axi era secretamente apaixonada por Robinson, e nesta viagem tudo pode acontecer...

A minha parte favorita foi sem dúvida alguma quando eles fogem aos seus problemas, a viagem foi fascinante, eu adorei. O que menos gostei foi o final dos protagonistas, nomeadamente dela.

A capa é linda, mas a contracapa é sem dúvida o máximo! É uma montagem com tudo o que eles fizeram e com um pequeno texto lindo.

Pensávamos que podíamos fugir do mundo.

Viver aquela aventura louca e viajar sem destino.

Pensávamos que podíamos escapar ao tempo. E de certa forma foi isso que conseguimos.

 

E mais eu não digo, acho que esta frase é capaz de vos cativar a lê-lo, um livro deveras lindo, e olhem que eu não sou de romances!

 

primeiro amor.jpg

 (Peço desculpa pela má péssima qualidade da foto, eu sei que poderia ter feito muito melhor, mas acho que deu para perceber)

Quem está deste lado?

Uma adolescente com os seus consistentes 15 anos que sobrevive às adversidades do dia a dia, acompanhada do seu blog, onde conta as suas peripécias e aventuras.

Estudante de secundário durante o dia, blogger durante a noite. Uma apaixonada pela escrita de todo o tamanho. Pensadora nata. Eterna sonhadora.

Para muitos um livro aberto, para outros um mistério por resolver.

Intrigado? Fica por estes lados e talvez desvendes o mistério.

Apresentação Visual

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D