Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lost in a Cloud

Be simple. Be original. Be yourself.

Lost in a Cloud

Be simple. Be original. Be yourself.

E esta foi aquela entrevista que me chegou

 A Joana Ribeiro esteve mesmo bem aqui. Ela tem razão numa coisa e fez-me perceber outra, ainda é muito cedo para ter aquela atitude de Mariana, aquela postura, mas é a minha marca.

Sou muito parecida à personagem em certos aspetos, nomeadamente faço os erros e depois choro como se as coisas se resolvessem. E vocês são como ela?

Imatura e irresponsável?!

Estava eu numa das minhas conversas de Facebook com o Felipe e ele perguntou-me o que estava a fazer, e estava eu a ver a novela da hora do almoço e ele riu-se. Ora eu voltei-me para ele e disse-lhe que ele não imaginava o que era ver uma miúda completamente passada, imatura e irresponsável a fazer o que bem lhe apetecia!

Não é que ele como resposta me disse que tinha de olhar para a minha cara todos os dias?! Será que eu sou assim tão imatura e irresponsável? Ok, eu sei que sou como digo, que faço o que quero, com quem quero, se quero e quando quero, mas isso é ser assim tão irresponsável?!

 

E o futuro...? Como estarei daqui a 3 anos?

Hoje pus-me a pensar nisto porque me disseram uma coisa dessas e a aula de Geografia ontem, não foi lá grande ajuda! Pus-me a pensar, estarei mais gorda? Mias magra? Mais alta? Mais imatura? Mais responsável (o que é pouco provável)? Mais bonita? Mais feia? Bem, há várias hipóteses e estas são algumas delas:

  1. Estou muito mais irresponsável e passo a vida na discoteca
  2. Tenho um namorado idiota do colégio
  3. Vivo no Porto
  4. Tenho problemas mentais
  5. Tenho um trabalho a part time
  6. Vivo sozinha
  7. Estou linda, maravilhosa e tipo top model
  8. Deixo finalmente de usar óculos
  9. Mudo de visual outra vez
  10. Engravido do idiota do colégio e tenho um filho com ele devido a não ter tido precauções

Eu sei, eu sei que a última foi um bocadinho "forte", mas olha, tudo são realidades! Não sei, mas olha, logo se vê, o que tiver de ser, será!

 

Sofrer uma lesão é...

Hi everybody! Resolvi revelar-vos algo sobre mim que creio que é revelante e este post acaba por ser um pouco para todos.

Eu acho que o título diz um pouco, ou seja, já devem ter percebido que sofri uma lesão, mas não sabem bem a história, e posso dizer-vos que não foi bom.

Eu comecei a jogar volleyball aos 10 anos, ao ínicio aquilo parecia um martírio, eu detestava. No entanto, depois de um treinos eu fui adaptando-me e lá acabei por começar a gostar (um ano depois, mas não interessa, passei a gostar). Eu treinava para competir (eu não competia, mas treinava para depois poder vir a fazê-lo), mas como a vida nos prega partidas, comigo ela fez-me uma que eu não estava mesmo nada à espera!

Num treino aconteceu algo horrível, eu estava a jogar e ao atirar-me ao chão bati com o joelho no chão com força (ainda foi alguma), mas continuei a ir aos treinos. No entanto no treino a seguir, eu torci o pé por causa desse joelho, a perna falhou-me!

Felizmente era o final do ano, e como eu ia de férias podia descansar aí, e assim aconteceu.

Um ano novo começou e resolveram inscrever-me na natação (se soubesse o que sei hoje preferia ter ficado em casa). Depois de umas aulas, ao sair da piscina para fazer um exercício de "corrida" e à frente de toda a gente, eu escorreguei, quase caí à piscina (podia ter-me ferido gravemente, nomeadamente podia bater com a cabeça na piscina), por "sorte" caí no chão em cima do meu pulso.

Eu sofri uma lesão bastante dolorosa, mas eu quis ir aos treinos (obrigaram-me ao mesmo tempo, mas pronto), o certo foi que com tanto esforço me custava jogar, as coisas me saíam mal e no final do ano quase já nem conseguia escrever!

Este ano eu continuo a jogar volley, e vou dizer que adoro, mas agora (por agora) não me lesionei.

Vocês já sofreram alguma lesão nalgum desporto ou deixaram de fazer algo por causa disso?

 

#1 Eu Amo, Eu Odeio

Esta nova rubrica não vai ter imagem de marca porque creio que é desnecessário, afinal eu ou falar em variados temas, não apenas num em específico.

Vou começar com um Eu Amo:

 Sim, eu sou super-hiper-mega-dorminhoca, detesto que me acordem e especialmente das seguintes maneiras:

  1. Ligando-me, é a pior coisa que me podem fazer porque eu passo-me, só me apetece atirar o tele contra a parede (o que não era lá muito boa ideia)
  2. Abrindo-me a preciana (nesses momentos sinto-me como o conde Drácula), odeio porque a luz me faz doer os olhos (talvez seja descendente de algum morcego e não saiba)

Agora venho com um Eu Odeio:

 E não é só cozido, eu odeio peixe no geral, mas os meus pais ainda insistem, não percebo porquê, ou melhor, até percebo mas faz de conta. Eu sei que nós temos de ter uma alimentação equilabrada e o peixe tem bastante fósforo e ajuda a baixar o colestrol, além de que ajuda ao controlo das doenças cardiovasculares, mas mesmo assim... eu não gosto e não consigo!

E vocês também são como eu nestes aspetos ou temos alguma parecença?

 

 

Quem está deste lado?

Uma adolescente com os seus consistentes 15 anos que sobrevive às adversidades do dia a dia, acompanhada do seu blog, onde conta as suas peripécias e aventuras.

Estudante de secundário durante o dia, blogger durante a noite. Uma apaixonada pela escrita de todo o tamanho. Pensadora nata. Eterna sonhadora.

Para muitos um livro aberto, para outros um mistério por resolver.

Intrigado? Fica por estes lados e talvez desvendes o mistério.

Apresentação Visual

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D