Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Lost in a Cloud

Be simple. Be original. Be yourself.

Lost in a Cloud

Be simple. Be original. Be yourself.

As crianças crescem cada vez mais rápido

Sou adolescente, é verdade, no entanto, eu tenho olhos na cara e gosto de observar o mundo à minha volta. Cresci a ouvir miúdas de 16 anos dizerem-me que nós cresciamos muito depressa, demasiado depressa, aliás. Nunca consegui compreender o que se queria dizer, porque é que raio eu cresci demasiado depressa?

Finalmente, depois de uns anos (quatro anos), eu consigo compreender o que elas me queriam dizer. Eu não tenho 16 anos, tenho 14, mas a realidade é que tudo o que eu achei que fosse demais não é.

Eu sou adolescente, tenho as hormonas aos saltos e a ferver (como todas as adolescentes, ou quase todas), sou rebelde, quero fazer tudo o que me apetece sem ligar minimamente ao que os outros pensam, não confundam rebeldia com delinquência, porque não é. Eu sou educada com as pessoas, a menos que elas não o sejam comigo, aí esqueçam.

No entanto, eu olho para amigas minhas mais novas e elas falam de coisas que eu falo agora, não falo de miúdas com 13 anos, mas de idades abaixo dos 13. Eu na altura sabia que existiam, mas não falava. 

Basta olhar para dentro de casa, a minha irmã. Ela tem 8 anos (quer dizer, é o último dia dela com 8, por isso vamos considerar que tem 9), veste roupas que eu própria não visto, quer usar roupa como eu uso, quer-se maquilhar, quer fazer tudo o que eu faço. Ela não quer que mandem nela, ela é a única que sabe, e eu ponho-me a pensar que agora as crianças crescem demasiado rápido.

Com 8 anos eu andava a dançar e a saltar à corda, fazia castelos de areia, usava franjinha e fazia totós e trancinhas, hoje (é como quem diz), eu vou buscá-la à escola e vejo miúdas da idade dela e mais novas a usarem tops, andarem com o cabelo todo liso, umas unhas enormes e todas arranjadas, uns microcalções, que são tão curtos que até eu tenho cuecas que tapam mais que aquilo, vejo miúdas assim.

Eu pergunto-me como é que é possível as coisas estarem assim, miúdas mais novas que eu a andarem a comer rapazes mais velhos, a esfregarem-se neles, é tudo uma corrida para ver quem perde a virgindade primeiro. Isto não faz sentido nenhum!

Eu sou contra tabús, sou contra tudo o que tentam tapar com paninhos quentes para ficar tudo cor-de-rosa, sou contra e ponto. Mas eu penso que isto é demais, há idade para tudo, e não faz sentido uma criança andar assim.

Este mundo está cada vez pior...

 

6 comentários

  • Imagem de perfil

    Bella 30.06.2016 19:16

    É assim, eu não sou a mais santa, eu ando decotada, eu bebo (eventualmente, não sempre), não fumo porque na altura disse que não (consequências de sair com rapazes mais velhos). Eu fiz muita asneira e faço, tenho noção do meu limite, só isso, cresci, fiz certas coisas para ser aceite (muitos desses miúdos fazem o mesmo).
    Quanto às crianças, a minha irmã não anda assim os meus pais não deixam, as amigas dela sim, e ela queria andar assim, quando vamos comprar roupa ela quer andar assim.
    Eles têm conversas que eu tenho, são conversas completamente prematuras que não fazem sentido em certas idades, é triste ver que as crianças não aproveitam o ser criança, que é ótimo, só querem saber de sexo, álcool e drogas, não censuro, mas não faz sentido e esta é a minha mais sincera opinião.
    Eu penso que a idade de fazer porcaria é a que eu tenho, vá, aos 13 há coisa que já podem ser pensadas, mas porcaria dos 14 (e...) para cima.
    Eu sobre as gravidezes na adolescência não gosto de falar porque pode ser comigo, porque pode ser por uma aposta que não saiu bem ou algo assim, e depois há pessoas que cometem os erros e depois crescem, penso muitas vezes que pode ser comigo um dia, e não quero que me olhem de lado nessa altura.
    Não desabafaste demais, eu adoro ler este tipo de comentários, de pessoas com opinião, eu acho isso essencial. Eu não sou um caso perdido, confesso, no entanto eu espero que um dia elas aprendam com os erros, tal como eu aprendi com os meus.
  • Imagem de perfil

    Simple Girl 30.06.2016 19:40

    Lá está: tens consciência do teu limite. Estás na altura de fazer asneiras. A tua irmã e amigas é que não. Tu sim tens idade para decotes, não miúdas. de 9 anos. És nova, já fizeste coisas que admites serem erradas e aprendeste com elas, o que é o mais importante. Até porque eu sou da opinião que idade não define maturidade, e tu és mais crescida e tens um pensamento mais correcto que muita gente de 18 anos ou da minha idade.
    Pois... a tua irmã não quer ser excluída do grupo de amigas... Pode ser que ela acabe por perceber que ainda não está no tempo de ela andar vestida de certa forma.
    Sim, na tua idade é normal esse tipo de conversas, mas em idade que se acaba de chegar ao 2º ciclo? Por favor, isso é cedo demais, embora não tenha que ser tabu como é óbvio, mas tal como tu também acho que não tem sentido.
    Gravidezes na adolescência depende um bocado da idade, da responsabilidade, de n coisas. Mas há que aprender com os erros, no entanto os adolescentes devem ter noção do que fazem e da altura em que o fazem. Como já disseste, tudo vem no seu tempo, logo há que ter calma no que diz respeito ao sexo, há que fazer com consciência.
    Sim, há que debater estas coisas, ver outros pontos de vista e fomentar opiniões ;) e claro, os erros servem para aprendermos com eles!
  • Imagem de perfil

    Bella 30.06.2016 19:48

    Eu faço essas coisas todas, aliás, até posso contar algumas asneiras que fiz.
    A minha irmã não faz porque não a deixam fazer, as amigas dela, aquilo são miúdas que quando forem para o 2º ciclo, vão chegar lá com a mania.
    Depende da educação que se dá, e da pessoa em si.
    É verdade, espero que haja pessoas que leiam este post e que não o ignorem, porque é importantíssimo ver estas coisas e meditar sobre elas, não digo que o comentem, mas que pensem sobre ele.
    A maturidade e a mentalidade vêm com os erros, com 13 anos, eu achava-me muito, aos 14 aprendi com os meus erros e hoje estou melhor porque tenho mais com que ocupar a cabeça. Agora olho para trás e rio imenso do que fiz!
  • Imagem de perfil

    Simple Girl 30.06.2016 19:58

    Só contas se quiseres! Mas até há muita gente acaba por aprender ouvindo erros de outras pessoas.
    Provavelmente acontecerá isso, e um dia ainda "batem com a cabeça" e aprendem mesmo que afinal não são tão crescidas e adultas como querem ser. Quando chegarem mesmo à idade adulta vão ver que deviam ter brincado mais e aí querem voltar no tempo...
    Esperemos que sim! Eu acho que merecia destaque, pelo menos para ser lido e reflectido. Estes assuntos devem ser falados e pensados.
    Exacto. Vejo que aprendeste bem, e parece-me que és uma rapariga atinada, que comete erros como é óbvio até porque toda a gente os comete, ninguém é perfeito. Partilho da tua opinião, maturidade e mentalidade só com erros, daí haver pessoas da tua idade mais adultas que pessoas de 20 e tal anos. Idade não define, de todo, maturidade.
    Acredito que rias, é o que acaba por acontecer sempre, e pensa-se "a sério que fiz isto? mas ainda bem que sim, ao menos aprendi alguma coisa".
  • Imagem de perfil

    Bella 30.06.2016 21:37

    É preciso pensar acerca de certas coisas, realmente estas crianças vão arrepender-se no futuro, lamentavelmente...
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Quem está deste lado?

    Uma adolescente com os seus consistentes 15 anos que sobrevive às adversidades do dia a dia, acompanhada do seu blog, onde conta as suas peripécias e aventuras.

    Estudante de secundário durante o dia, blogger durante a noite. Uma apaixonada pela escrita de todo o tamanho. Pensadora nata. Eterna sonhadora.

    Para muitos um livro aberto, para outros um mistério por resolver.

    Intrigado? Fica por estes lados e talvez desvendes o mistério.

    Apresentação Visual

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D