Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Lost in a Cloud

Be simple. Be original. Be yourself.

Lost in a Cloud

Be simple. Be original. Be yourself.

Eu não quero que as coisas mudem

Não quero que a nossa relação mude, não quero que o tempo desgaste tudo, não quero que a nossa amizade vá pelos ares e acima de tudo, não quero que me trates como as tratas.

Estamos na mesma situação, fomos meio "escurraçados", estamos lá mas não estamos, no fundo compreendemo-nos, a nossa dor é a mesma, e eu não quero que nos afastemos, nunca te dei motivos para o fazeres e vice-versa.

É o último ano (penso eu, apesar de gostar que durasse mais uns quantos), és a única razão para eu querer voltar, porque eu não sei se me encontro preparada para aturar os dramas horrorosos, os boatos inventados, os comentários maldosos e para rever pessoas más, mas eu sei que contigo consigo, as nossas loucuras valem por tudo.

Não quero que seja de outra forma, quero continuar as doideiras, as cantorias, o facto de por-mos os cabelos loiros oxigenados da stora de visual em pé, quero que assim continue.

E quando correr mal? Eu vou estar lá para ti, para te abraçar, para ser o teu ombro amigo, para te fazer rir (ou pelo menos tentar), para isso tudo, como tu já fizeste comigo. Vou andar à porrada com as miúdas que te descartarem, vou fazer tudo por ti, tal como tu já fizeste por mim.

Eu nunca me vou esquecer que depois daquelas boladas em cheio na cara e nos genitais, tu continuaste a dar-te comigo, porque percebeste que foi um acidente, e estiveste lá para me reconfortar e para garantir que eu ficava bem, e é por isso que te adoro.

Mas quando correu tudo bem lembro-me de estarmos juntos na mesma, por exemplo... quando ganhamos o inter-turmas! Quando marcaram o golo da vitória e o apito soou eu fui a correr do cimo da bancada e nós abraçamo-nos, foi há dois anos praticamente.

Por isso, o meu desejo, é que este ano as coisas não mudem entre nós!

 

Quem está deste lado?

Uma adolescente com os seus consistentes 15 anos que sobrevive às adversidades do dia a dia, acompanhada do seu blog, onde conta as suas peripécias e aventuras.

Estudante de secundário durante o dia, blogger durante a noite. Uma apaixonada pela escrita de todo o tamanho. Pensadora nata. Eterna sonhadora.

Para muitos um livro aberto, para outros um mistério por resolver.

Intrigado? Fica por estes lados e talvez desvendes o mistério.

Apresentação Visual

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D