Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Lost in a Cloud

Be simple. Be original. Be yourself.

Lost in a Cloud

Be simple. Be original. Be yourself.

O balanço de um ano para o outro

Como já ando por aqui há algum tempo, cerca de um ano e meio (com novas identidades pelo meio, mas ainda assim), acho que contudo foi um bocado inevitável não evoluir, quer em termos de escrita, quer em termos de pessoa e quer e termos de mentalidade.

Lembro-me do dia em que comecei, 7 de dezembro de 2014, a menina aqui resolveu começar um blog sobre uma série de televisão que hoje não passa de uma memória de um passado distante e do qual não fico contente. Tentar ser uma personagem de televisão, é no mínimo triste (respeito quem o faz, não é por isso que deixo de respeitar alguém).

Entretanto criei o meu primeiro blog pessoal no dia 16 de fevereiro de 2015, conheci pessoas novas durante este tempo todo, como a Alice, a Inês, a Joana, a Sofia, a Someone Out There, entre outras tantas bloggers que sabem quem são se estiverem a ler isto.

No entanto, eu deixei o meu primeiro blog, deixei de gostar da série de televisão, abri os meus olhos, recuperei a minha personalidade e fui apenas "eu", mas como não me aceitaram apaguei o meu "Whatever" a 28 de setembro de 2015, e no dia seguinte, 29 de setembro de 2015, criei a minha nova identidade, Riley Guerreiro Almeida, 13 anos, cumpridos a 9 de setembro, recém-chegada da Inglaterra e a viver com a avó em Lisboa, a estudar no colégio luso-inglês, no instituto de francês e capitã da equipa de volleyball.

Esta fui eu durante um tempo, com o blog British Girl in Portugal, onde cresci imenso, conheci pessoas que me mostraram o outro lado dos blogs, comecei então a acompanhar pessoas como a Vanessa, a Sofia, a Mula (já agora, soube que te vais casar, apesar de não ser uma leitora ativa a 100% e anónima, eu gosto de ler o que escreves, portanto parabéns e boa sorte para ti e para o Mulo), a Inês, a Miúda e mais tarde, o Moralez e a Kika (que tem sido uma grande amiga e que fico feliz de ter conhecido) leio muitas pessoas, mas estas são as pessoas que mais sigo porque me interesso mesmo pelo conteúdo dos posts, obviamente também leio posts dos "Teen Blogs", como o da Sofia, da Inês e o da Kika, mas acho que com o tempo, os meus gostos se desenvolveram e virei versátil.

Há pessoas que me inspiram a escrever, há coisas que me fazem escrever, escrevo sobre tudo e mais alguma coisa, música, o meu gosto nada positivo acerca de livros, política, as minhas aventuras desastrosas, temas extremamente estúpidos e sobre os quais ninguém faz um post, menos aqui a "anormal". Eu tive três destaques até agora, dois como Riley e um como Bella, tenho orgulho neles, mas aquele desejo de ter um destaque obrigatóriamente desapareceu, é como a transformação do corpo de uma rapariga, demora o seu tempo e acontece quando se está preparada.

Perguntaram-me se eu tinha algum segredo? E eu tenho, eu sou eu própria. Considero que o conteúdo do post não é 100% mais importante que a escrita do mesmo, se eu não tiver um conteúdo tão interessante eu posso fazer o post ser interessante e cativante a partir da minha escrita (humor negro constituído pela ironia, sarcasmo e algumas piadas mais secas que um deserto, mas que se souberem ser devidamente contadas até têm a sua piada), no entanto, eu posso ter um conteúdo interessantíssimo, mas ainda assim, torná-lo secante se não souber expor o conteúdo devidamente.

Eu aprendi imensa coisa como blogger, deparei-me com imensas situações, cresci e amadureci um pouquinho à custa desta experiência a que me sujeitei (sem arrependimentos, desde já).

Eu fiz edição de posts, fiz edição de fotografias, trabalhei visuais novos, melhorei a minha escrita, aprendi comigo mesma, mas também com os restantes. 

Se tivesse de fazer o balanço entre a miúda que andava por aqui a escrever pensamentos no ano passado e a miúda que anda por aqui a escrever bacuradas ano passado, sem dúvida referia o facto de a maneira de ver as coisas ser diferente, ser menos inocente, tudo isso é bastante positivo.

Aquilo que espero é daqui a um ano estar aqui, nesta mesa de mandeira da sala de jantar dos meus avós, esperem lá, não posso, no próximo ano vou ter exames, mas apesar disso, espero ter evoluído e ter crescido por estas bandas mais um bocadinho.

Obrigada a todos os que fizeram e fazem a minha jornada no mundo da blogosfera agradável e especial, agraço-vos muito a todos!

 

 

7 comentários

Comentar post

Quem está deste lado?

Uma adolescente com os seus consistentes 15 anos que sobrevive às adversidades do dia a dia, acompanhada do seu blog, onde conta as suas peripécias e aventuras.

Estudante de secundário durante o dia, blogger durante a noite. Uma apaixonada pela escrita de todo o tamanho. Pensadora nata. Eterna sonhadora.

Para muitos um livro aberto, para outros um mistério por resolver.

Intrigado? Fica por estes lados e talvez desvendes o mistério.

Apresentação Visual

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D