Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lost in a Cloud

Be simple. Be original. Be yourself.

Lost in a Cloud

Be simple. Be original. Be yourself.

Packing With Me | O que levo dentro da minha necessaire

Estava a fazer as malas e pensei em partilhar algo com vocês. Não vou conseguir partilhar tudo (roupa, sapatos e etc.) porque grande parte a minha mãe escolhe por mim (desta vez escolhi eu, mas ela levou tudo para por dentro da mala e deixou-me sem tempo para mostrar). Ainda assim, a parte que eu mais adoro, é aquela que vou partilhar com vocês.

Se estiverem assim muito curiosos, é porque vou para casa dos meus avós passar uma semana. Vou lá todos os anos (se vocês são oldschool sabem que eu passei uma grande parte das minhas férias lá, ano passado) e adoro passar lá uma temporada.

Continuando, venho partilhar convosco o que vou levar na minha necessaire, que é das coisas que me dá mais gosto de arrumar. 

Antes da cusquice, aviso que todas as fotos foram tiradas com a câmara do meu telemóvel na presença de uma luz que estava péssima (eu editei as fotos), por isso, peço desculpa pela má qualidade.

Agora sim, vamos para a parte da "cusquice".

 

_20170808_174100 (1).jpg

 Então o panorama geral é este. A necessaire rosa é aquela em que vou por tudo o que está presente em cima da mesa. Recebi-a no Natal de 2015 e adorei-a, ela é da Primark e é simplesmente adorável e perfeita para mim.

Organizei o espaço de forma a conseguir focar tudo e falar um pouco de todos os produtos que aqui estão presentes. Portanto, encostada à necessaire podem ver outra pequenina da Women's Secret que me ofereceram em 2014, se não estou em erro. Nela eu guardo discos para tirar a maquilhagem (só agora reparei que falta o desmaquilhante, mas já está lá dentro) e coisas de rapariga de que eu não vou precisar (pensos, tampões...), mas que levo porque nunca se sabe.

Podem ver uma secção com o meu creme corporal do Boticário com cheiro a morango (such a classic), o meu perfume da Equivalenza que cheira muito bem, e o meu desodorizante da Nivea, porque higiene também faz parte (shampoo e essas coisas vão ser levados pela minha mãe numa necessaire só para isso).

_20170808_174021.jpg

 

Tudo o resto é maquilhagem que vou levar e o que me ajuda a aplicá-la devidamente, eu vou falar detalhadamente de cada secção. Por isso, vamos aprofundar lá o resto.

_20170808_173950.jpg

 Esta é talvez a minha secção favorita, que é a dos olhos, mas é também aquela em que investi mesmo até agora. Pretendo comprar mais produtos, como paletas e um pincel. 

Em primeiro lugar, tenho um eyeliner da Kiko, este aqui é da minha mãe, eu vou usando o dela enquanto não compro uma para mim (quero um de caneta).

Ao lado tenho o meu rímel à prova de água, também da Kiko, que eu adoro! Tenho-o desde que tenho 13 anos e não o largo por nada!

Passando ao meu lápis da Dior, eu deixei de o usar nos últimos tempos. Ele deixa os meus olhos muito carregados e eu não gosto disso. Ainda assim, optei por levá-lo, pode ser que até acabe por mudar de ideias e aplicá-lo se for sair à noite (o que eu duvido muito).

Quanto às duas sombras da Kiko, comprei-as ontem. Elas são ótimas para fazer um contraste e eu adoro como ficam. A pigmentação delas é incrível e não podia estar mais satisfeita.

 

_20170808_173900.jpg

Nesta foto salta logo à vista a minha beauty blender que comprei na Primark, é um pack de duas, mas até agora só usei esta. Tenho um pincel para aplicar o blush que tenho da Kiko, no entanto, quero investir num blush líquido e estou a estudar onde o comprar (maltinha que já experimentou, digam-me um assim baratuxo e de boa qualidade que conheçam, por favor).

Atrás deles, temos o meu BB Cream da Garnier que adoro porque hidrata a minha pele e ao mesmo tempo cobre grande parte das olheiras, sobrando-me apenas o corretor da Kiko que aplico só mesmo para disfarçar um bocadinho mais.

 

_20170808_173811.jpg

 Entrando agora na última secção, que é mesmo aquela em que investi mais (aqui está uma pequena parte do que tenho por aí), tenho dois batons do cieiro, sendo que o meu favorito é mesmo o da Labello. Temos um batom da Kiko rosa, que eu adoro de paixão.

Deitados temos outro batom da Kiko também ele rosa, mas este é mais clarinho (dá mesmo pouca cor). Temos o meu gloss da Channel cuja a cor me lembra um vermelho escuro, algo assim, que amo de paixão. Toda a gente que já viu este gloss o adorou e eu não sou exceção.

Por fim, tenho outro gloss da Kiko que é meio vermelho. Eu gosto muito dele e bem, já o tenho desde ano passado. Além do mais dá uma cor que vai com maior parte dos meus looks grunge.

Bem, isto é tudo aquilo que vou levar. Tentei fazer algo diferente e adorei o resultado final, que apesar da má qualidade das fotos, poderia ter sido bem pior.

A propósito, não sei se estarei tão presente durante a próxima semana, caso sentirem a minha falta, já sabem o porquê da minha ausência.

Se vão de férias, boa viagem! Se já vieram de férias, espero que se tenham divertido imenso! E se ainda estão de férias, boa continuação. Ah, claro! Se não foram de férias, espero que as tenham aproveitado ao máximo em casa, nem que seja para descansar, é sempre necessário!

Be simple. Be orginal. Be yourself.

Bye guys!

Love you all 'till the moon and back!

 

 

A nostalgia de estar no Alentejo

Hey there!! Como sabem estou no Alentejo, vim passar o 70º aniversário do meu avô cá, neste momento falta pouco tempo para iniciar a viagem de 4 longas horas para o Porto, isto claro, enquanto durmo, mas neste caso vou estudar para o teste de ciências e estar verdadeiramente preparada para este teste.

No entanto, estar aqui, nesta terra, traz-me diversas memórias de quando era pequena, visto que ao longo de todos estes anos, eu vinha cá algumas vezes. Toda a gente que encontro me fala das crónicas da minha vida, uns relembram-se, outros contam-me coisas de que não me lembro. Ainda assim, as memórias que me preenchem neste momento são as das últimas férias que cá passei, as férias de verão.

Recordo-me das noites em que o meu avô via o football acompanhado de um copo de vinho branco e da sua vuvuzela, enquanto que eu e a minha avó nos sentavamos no terreno da casa, ou conversavamos simplesmente acerca de qualquer assunto aleatório ou ouviamos o Agir, ou mesmo, falavamos com as vizinhas que passavam do seu passeio pós-jantar.

Recordo-me dos longos passeios da tarde e da noite, o meu avô segurava sempre a lanterna, pelo caminho encontravamos a neta de uma amiga da minha avó, uma bebé bastante doce e simpática, que neste momento cresceu imenso.

Recordo-me do Trombinha, o cão de uma amiga da minha avó, que corria em direção a nós mal nos via e que caminhava um pouco connosco.

Recordo-me ainda das noites de conversa com o meu irmão e a minha cunhada, especialmente quando o meu irmão reclamava por ter que ficar para ter exame e eu ser a sortuda que ia logo de férias mal a escola terminava.

Recordo-me das visitas às vizinhas que tanto me adoram, são mulheres gentis e simpáticas que inclusive dizem que me vêem como família.

Recordo-me das tardes que passava na piscina a tentar bronzear, ou das vezes que me limitava a usar o soutien do biquini e os calções de ganga enquanto estava no computador lá fora à sombra.

Recordo-me das idas ao café todas as manhãs e a seguir ao almoço onde ou comia um gelado ou uma goma ou uma chiclet...

Recordo-me das idas às vilas, onde eu ia à esteticista ou à cabeleireira, inclusive conheci imensa gente que foi amiga da minha mãe...

Tudo isto me deixa nostálgica, uma das vizinhas está na França, as outras não as vi, as idas ao café, ver o crescimento das coisas... tenho recordações em todos estes locais que me viram crescer e que foram mudando ao longo dos anos, muitos chegaram a esta Aldeia, muitos infelizmente partiram, no entanto eu sempre cá voltei ano após ano, e espero continuar assim por imensos anos...

"Amanhã não acordo ninguém"

Foi exatamente o que a minha mãe disse ontem após eu ter descoberto que era greve e que acordei cedo para nada.

Hoje, às 08:30 resolve acordar-me e diz-me "Isabela, anda vamos ao Alentejo para o aniversário do avô", o que tinha acabado cancelado!

A minha situação neste momento? Com apenas 5 horas de descanso, a morrer de sono, e ainda assim a ter que levar a mochila com o caderno, folhas pautadas e o livro de ciências atrás para estudar hoje e amanhã, já que segunda-feira é teste!

Desejem-me sorte para este fim de semana, e muita paciência também, que isso por estes lados anda muito escasso. Mas vá, vamos lá à tua terra ao aniversário de 70 anos do teu avô!

 

O lado mau do Alentejo

Como sabem eu ando por estes lados, mas como estou na Aldeia, quase nunca vou à vila, quanto muito vou à do Conquistador, mas nunca a do verdadeiro munícipio.

O certo, é que é nestes momentos que eu percebo a dificuldade que é deslocar-me por estas bandas. Tive que acordar às 06:30, para me lavar e vestir, comer uma coisinha e beber alguma coisa para tomar o meu comprimido, ou seja, tive que preparar-me para estar às 07:30 em frente à Junta de Freguesia, para ir na camioneta para a Vila.

Acabei por tomar o pequeno-almoço propriemente dito à de uma conhecida da família, e a seguir fui ver o meu ex-ex-tio que eu adoro. Tudo isto para ir à de uma amiga da minha mãe para fazer a depilação (outra vez), mas não antes sem ir ver uns quantos parentes.

Mais tarde fui buscar o almoço à do meu "tio", é pena eu não o ver mais vezes, eu gosto muito dele. Feitos todos os recados e visitas tentamos vir para cá, mas como só há camionetas de manhã e ao final do dia, tivémos que alugar um carro de praça, a nossa sorte foi que o nosso vizinho e amigo estava por lá e trouxe-nos para casa.

Eu gostei muito do passeio todo, mas houve uma coisa muito irritante. Sempre que passávamos por todos os lugares era só pessoas "Então mestre, por aqui?" ou "Olha o mestre, já não o via há muito tempo", o meu avô é conhecido sempre em todo o lugar, todos o tratam por mestre!

Mas pronto, eu agora também ando mais conhecida que o tremoço é só gente a cumprimentar-me, já me reconhecem por estas bandas.

 

Sou assim tão atraente?

Aparentemente eu sou muito atraente e nem tinha conhecimento disso, pelo menos foi o que pareceu ontem à tarde.

Estava no jardim a bronzear-me ontem, e em frente tem um café, ora eu costumo andar de biquini, tudo numa boa. Até que a minha avó me chama a atenção de que uns homens estavam a olhar para mim, eu deixei estar. Fiquei a bronzear-me, até que olho para aqueles velhos babosos que tresandam a bebidas alcóolicas, aqueles animais pareciam que me estavam a comer com os olhos.

Mas eu não ia deixar de fazer o que estava a fazer só por causa disso, fiquei na mesma, até que por duas vezes, passam uns homens em carrinhas e assobiam, eu acabei por ficar na mesma com a minha música porque não ia mostrar estar incomodada, isso seria pior.

Mais tarde fui para casa, sinceramente tenho nojo daqueles homens, não podem ver um rabo de saia que já está, não digo que não olhassem, mas porra, era preciso assobiar? Era preciso despirem-me e comerem-me com os olhos?

Quando falei com o meu confii ontem de noite, contei-lhe e ele só me disse uma coisa "Esses são grandes porcos". Eu tenho nojo de pessoas assim, é uma falta de respeito, não só para comigo, como para os meus avós, fizeram-me sentir mal, não gostei nada.

Ainda por cima um dos homens, é amigo do pai de um amigo meu, ele viu-me crescer de verão para verão e teve um comportamento daqueles, sinceramente eu já nem comento...

 

Cheguei!

Hi guys! Eu sei que ontem não andei por aqui a escrever mais uns daqueles posts de humor negro que ainda me podem dar um processo em tribunal por difamação (se bem que o que eu digo não é mentira nenhuma, mas pronto), mas ontem foi um dia muito cansativo, tive a festa, o almoço de despedida e por último, mas não menos importante, uma viagem de 4 horas para um lugar que adoro.

É verdade, eu cheguei ontem pelas 22:30 à minha terra, estou no Alentejo e é para ficar durante um booommm tempo, portanto, a partir de hoje todos os posts que eu faça já sabem, não vêm do Norte do país, mas sim do Sul, onde espero que esteja bom tempo e que eu tenha umas excelentes férias!

 

Sim, tenho origens alentejanas e então? Fiquem sabendo que me orgulho!

Hoje em geografia falamos de culturas e diferenças. Algo que me chamou a atenção foi o facto de dizerem mal das minhas origens! Sim, eu tenho origens alentejana! E orgulho-me de dizer isso!

É verdade, no Alentejo pouca população tem alta escolarização, mas isso não equivale a que eu seja culta e informada, porque sou, muito mais que eles! É verdade, eu não sou tão branca como eles, tenho a pele mais escura, sou mais morena! É verdade eu falo co um sotaque diferente, mas querem que faça o quê? Eu nem queria que isso fosse diferente, gosto da minha fala, do meu vocabulário, da minha cor de pele, sou diferente!

Sabem o que vos digo? Faço parte da família mais importante, quase que a família mais antiga daquela aldeia. O meu bisavô foi o homem que trouxe água canalizada, luz e eletrecidade àquela aldeia. O meu bisavô era tratado respeituosamente por todos como "Mestre" e ainda hoje, aquelas pessoas têm um respeito à minha família admirável, nomeadamente ao meu avô, que também é conhecido como "Mestre". Eles podiam ser analfabetos, mas construíram uma aldeia quase pela raiz e trouxeram "civilização" àquela terra, é admirável! Eles sabem muito mais que nós, que podemos ser licenciados e ter aqueles diplomas todos, foi a eles que a vida lhes custou mais, e que por consequência lhes ensinou a viver também! Eles tinham pouco, mas sobreviveram e deixaram história.

Eu tenho orgulho de dizer quem sou, e vou ter sempre independentemente do que os outros digam!

Quem está deste lado?

Uma adolescente com os seus consistentes 15 anos que sobrevive às adversidades do dia a dia, acompanhada do seu blog, onde conta as suas peripécias e aventuras.

Estudante de secundário durante o dia, blogger durante a noite. Uma apaixonada pela escrita de todo o tamanho. Pensadora nata. Eterna sonhadora.

Para muitos um livro aberto, para outros um mistério por resolver.

Intrigado? Fica por estes lados e talvez desvendes o mistério.

Apresentação Visual

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D