Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lost in a Cloud

Be simple. Be original. Be yourself.

Lost in a Cloud

Be simple. Be original. Be yourself.

Como dizer aos pais que namoramos?

Hey there!! Lembrei-me de fazer este post, aliás, eu tinha este post na minha wishlist (sim, eu tenho uma wishlist de posts), no entanto, como eu não era experiente neste campo, não podia dar assim um testemunho.

Eu penso que devem contar rapidamente, quando acontece, assim não há possibilidade de os vossos pais descobrirem por terceiros. Muita gente tem medo da reação dos pais, mas eu acho que temos que ter frontalidade e de assumir as coisas.

Há diferentes tipos de pais, os protetores, os relaxados, os retrógados, os das aparências e por fim os que simplesmente não querem saber. Para todos, o segredo é estarem determinados e dizer calmamente.

Eu sei, pode ser complicado, podem temer a reação, eu senti isso ao contar aos meus, mas não há nada a temer, afinal, é uma coisa natural e os pais têm que o aceitar, não somos crianças!

Para mim, pessoalmente foi complicado, eu não tenho uma relação propriamente fácil com os meus pais, eles dão-me abertura para tudo, mas ainda assim eu temia a reação deles.

No meu caso, a minha mãe descobriu-me logo. No dia em que ele e eu começamos ela abraçou-me quando chegou e disse-me "Cheiras a homem", logo, eu acabei por lhe contar.

Já quanto ao meu pai, disse-lhe no final da semana, o que foi um erro, porque penso que ele deveria ter sabido mais cedo, inclusive antes da minha mãe.

Agora que eu e ele estamos quase nos dois meses, o meu pai é o mais liberal, a minha mãe é a protetora. Posso dizer que a minha mãe gosta muito dele pelo simples facto de ela dizer que estou mais boneca e que me arranjo mais, ela pensa que isso se deve a ele, o que não é verdade, de todo.

Comigo e com milhares de miúdas correu bem, por isso se estás num dilema, podes contar aqui com consellhos da Belinha!

 

Como tudo muda...

Dia 2 de dezembro deixou de ser um dia banal completamente diferente para mim. As coisas desenrolaram-se naturalmente, quando acordei nunca pensei que as coisas se iam suceder, nem tão cedo, nem tão tarde.

Dia 2 de dezembro ganhou um significado mais importante para mim, soubeste os meus sentimentos sobre ti, soubemos histórias um do outro, acontecimentos que desconheciamos, mas só mudou quando, à noite, me mandaste mensagem e te declaraste, foi aquele "Amo-te muito" que mudou o dia.

Dia 5 de dezembro foi o dia em que foi oficial, logo de manhã pediste-me se namorava contigo, agora estou aqui, estou feliz. Foste o primeiro de verdade, já fizeste muito comigo em apenas dois dias, nomeadamente deste-me alegria, deste-me e das-me, como é óbvio, mas a melhor parte é que me amas.

Eu sei disto, eu abraço-te e o teu coração bate mesmo muito rápido, tu estás sempre preocupado comigo, se como bem, se me sinto bem, se eu quero fazer determinada coisa, tu preocupas-te mesmo muito comigo e eu adoro isso acerca de ti.

 

 

Quem está deste lado?

Uma adolescente com os seus consistentes 15 anos que sobrevive às adversidades do dia a dia, acompanhada do seu blog, onde conta as suas peripécias e aventuras.

Estudante de secundário durante o dia, blogger durante a noite. Uma apaixonada pela escrita de todo o tamanho. Pensadora nata. Eterna sonhadora.

Para muitos um livro aberto, para outros um mistério por resolver.

Intrigado? Fica por estes lados e talvez desvendes o mistério.

Apresentação Visual

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D