Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lost in a Cloud

Be simple. Be original. Be yourself.

Lost in a Cloud

Be simple. Be original. Be yourself.

To The Bone | Não é glamorizar, é ultrapassar

Não, isto não é apenas uma opinião acerca de um filme qualquer. Desta vez é um post sério sobre um filme sério, cujo conteúdo é igualmente sério e pode ser traumatizante para certas pessoas mais sensíveis. Quando digo traumatizante, não se trata de simplesmente ficar enojado(a) ou ter vontade de virar a cara para o lado eventualmente, mas sim de abater tanto alguém ao ponto de termos um ataque de pânico.

Com todos os avisos feitos na introdução, posso apresentar-vos o mais novo filme da Netflix, "To The Bone". Após o sucesso da série viral, "13 Reasons Why", a empresa decidiu investir num filme auto-biográfico, escrito e dirigido por Marti Noxon, que reconta algumas das suas próprias vivências durante o demorado e doloroso processo pelo qual passou para superar um distúrbio alimentar, a anorexia.

A história tem como protagonista Lily Collins, no papel de Ellen, que é uma jovem de 20 anos que sofre de uma anorexia agressiva. Após vários internamentos dos quais saía mais magra que quando havia entrado, Ellen vai a um médico pouco convencional que a interna, não num hospital, mas numa casa com outros adolescentes cujos problemas são também, os distúrbios alimentares.

Muitos críticos pelo mundo fora preocupam-se com o facto de este filme glamorizar este problema e que este integre o conceito de "Thinspiration", fazendo com que adolescentes a assistir o filme comecem a exercer prática não saudáveis como as que Ellen exercia.

Na minha opinião, este filme não glamoriza de todo os distúrbios alimentares, bem como não glamoriza a depressão que podemos observar com grande destaque no início do filme perante a atitude de Ellen quanto à sua vida. Penso que a intenção inicial de Martin foi bem conseguida. Apesar de toda a negatividade da situação, a mensagem foi bem passada. Para quem sofre deste mal que mata, há sempre volta a dar, o processo não será fácil, no entanto, quando se ultrapassa este pesadelo, há uma vida lá fora para ser vivida! Quem não passa por estes males, após o filme certamente não quererá passar pela situação. Faz com que todos percebamos que, quilogramas não são as únicas que perdemos no processo e que não nos estamos a matar apenas a nós próprios, como a todos aqueles que nos rodeiam e que assistem à possibilidade da nossa morte eminente.

Existe um lado positivo de tudo, especialmente dentro da casa, onde isso é evidenciado. Como disse uma das personagens do filme, "Nós não estamos doentes, pessoas doentes estão no hospital, nós estamos aqui para ultrapassar esta coisa".

Não posso deixar de destacar o incrível desempenho da atriz principal do filme, Lily Collins, que fez uma completa transformação do seu corpo, sem lhe ser pedido, para o papel principal. A atriz emagreceu imenso com o acompanhamento de uma nutricionista e como a própria referiu numa entrevista, para além de ser uma atriz e ter que se adaptar a uma personagem, ela própria teve problemas com a alimentação enquanto adolescente e quis fazer justiça, não só a ela, não só à escritora, mas a toda a gente que passa por isto, sejam mulheres ou homens. Para além disso, a atuação dela foi incrível.

Recomendo a pessoas fortes que assistam de mente aberta, que não se limitem a ser críticos e escrever o que pensam apenas pelo trailler, porque afinal, o que viram foram dois minutos de duas horas.

 

 

A vida de uma blogger | Expectativas VS Realidade

Resolvi trazer mais um post deste género, já que adorei fazer o último, todas as leitoras pensam que ser blogger é fácil e que é simplesmente escrever... pois... eu vou mostrar-vos o que é realmente ser blogger.

  • A qualidade dos posts

Expectativa:

Ok, vou fazer um post sobre o meu Haul do regresso às aulas, os meus essenciais...

Começando a editar...

Um pop de cor aqui, um rasurado ali, mais um itálico e um negrito e já está! Não, ainda tenho que procurar a imagem perfeita! É isso que vou fazer, esta aqui é perfeita, vai esta e pronto!

Realidade:

Ok, hoje vou escrever um post sobre a juventude de hoje!

Quando acaba de escrever e relê o post...

É melhor não postar isto... deixa ir para os rascunhos! Mas agora... vou falar de algumas ideias para aproveitar o verão!

Editando o post...

Não encontro a porcaria da imagem para por aqui! Será difícil aparecer alguma coisa de jeito? Sabem que mais? Pinterest e Tumblr, de que me servem vocês se não me dão boas imagens?

 

  • Os comentários que recebemos

Expectativas:

Meu deus! Este post está a ter um ótimo feedback, tantos comentários, está tudo tão positivo!

 Realidade:

Pouca gente tem comentado o blog e pior que tudo, estou sempre a ser criticada por tudo e por nada, a sério!

  •  Colaborações nos blogs

Expectativa:

-Amiga, que tal fazermos uma colaboração?

-É uma ótima ideia!

-Que achas que podíamos fazer?

-Talvez pudessemos fazer algo relativo ao regresso às aulas!

-Boa ideia! Temos que começar JÁ a tratar disso!

 Realidade:

-Amiga, que tal fazermos uma colaboração?

-Ótima ideia!

-Que tens em mente?

-Não sei... e tu?

-Pois... também não tenho nada...

 

  • Q&A

Expectativa:

Tantas perguntas e tão boas! Nem acredito nisto tudo, estou sinceramente surpreendida!

 Realidade:

Fogo, não tenho perguntas quase nenhumas, vou ter que alargar o prazo para as perguntas!

  •  Conjugar o blog com a escola/ o trabalho

Expectativa:

Agora que finalmente acabou este dia cansativo vou poder ir para o meu blog, fazer uns posts, e descansar!

 Realidade:

Fogo, mesmo depois deste esforço todo ainda trago trabalho para casa, não chegou tudo o que já fiz hoje, ainda tenho mais esta dose! Parece-me que ir ao blog vai ser impossível hoje!

 

  • Inspiração

Expectativas:

Boa, estou cheia de ideias apontadas no meu caderno para fazer posts, vou repartir e programá-los para saírem nos dias que me convém que saiam!

 

 Realidade:

O que é que vou publicar hoje? Não tenho nenhuma ideia! Calma, vai ver uns vídeos ao Youtube, ouve umas músicas e vais ver que vais conseguir! Espera, não tenho ideias! Vou ao caderno, talvez tenha lá alguma coisa! Nada! E agora?

 

E bem, estes foram os cenários que me ocorreram, se quiserem que eu faça a parte 2, digam-me, terei todo o gosto em fazê-la!

Alguém se identificou com alguma coisa?

 

#7 Back to School | Rotina matinal: Expectativa VS Realidade

Hi guys! Estão a ver aqueles vídeos que a Youtubers fazem sobre a escola, as rotinas matinais? Parece tudo tão perfeito que nós planeamos fazer como elas, mas convenhamos, nunca acontece, e para aqueles que acham que com elas acontece mesmo... desculpem dececionar, mas é só um vídeo, nada daquilo é verdade. Por isso eu venho trazer-vos as expectativas e a realidade de uma rotina matinal!!!!

 

  • Levantar da cama

Expectativa:

O despertador toca às 07:00, sentamo-nos da cama sem qualquer custo, ansiosas e prontas para um novo dia começar!

Realidade:

O despertador toca às 07:00, vocês desligam-no e voltam para dormir, ele volta a tocar, vocês repetem o processo, até que vocês se dão conta que não há chance, ele vai estar sempre a tocar porque vocês têm que se levantar!

 

  • Lavar os dentes

Expectativa:

Vocês vão com os olhos bem abertos, completamente sorridentes para lavarem os vossos dentes e fazer a vossa higiene completa!

 Realidade:

Vocês vão meias a dormir para a casa de banho a infernizar o idiota que inventou a escola e a pensar em formas bem dolorosas e lentas para o torturar até à morte.

 

  • Arranjar-se

Expectativa:

Bem, vou levar este vestido, por uma leve maquilhagem e fazer um penteado lindo, vou juntar a estes sapatos e... ai estou pronta, estou linda, estou fancy!

 Realidade:

Não tens muita paciência para a maquilhagem, nem para o cabelo, escolhes uma roupa prática e pronto, já estás atrasada e já!

 

  • Tomar o pequeno-almoço

Expectativa:

Wow, ainda tens muito tempo e tens tanta comida na mesa que vais ter tempo suficiente para comer bem e chegar a tempo!

 Realidade:

Tens pouco tempo para comer, mas também não há grande escolha e tens que te despachar!

 

 

 

Quando a inspiração não vem

Acho que toda a gente que está envolvida na blogosfera, mais tarde ou mais cedo, acaba por ficar sem ideias, a inspiração falha e os posts não são nem escritos, nem idealizados (como muitas vezes alguns ficam apenas).

Este post é fruto da minha falta de criatividade (e de não querer fazer uma movie review a seguir a outra), de inspiração, e de uma pancada na cabeça que ajudou a luzinha aqui dentro a acender e a ter uma daquelas ideias brilhantes!

Então pensei em fazer a expectativa e a realidade da vida de um(a) blogger!

 

Situação 1: Chegando à dashboard

 

Expectativa:

 

Yes, estou cheia de comentários para responder! As reações estão a aumentar, que felicidade!

 

Realidade:

Uff! Isto está a ser um desastre, não há comentários! As reações continuam a não existir, já não me lembro do que é aquela coisinha verde a avisar que tenho uma reação!

 

Situação 2: Chegada às Leituras

 

Expectativa:

Wow, tantos posts para ler! 

 

Realidade:

Porque é que ninguém posta mais nada? Eu sabia que não devia ter lido tudo de uma vez!

 

Situação 3: Aberta a "oficina"

 

Expectativa:

Que é que vou escrever? Ah já sei, porque não escrever sobre o Euro 2016? Ou sobre aquele filme que eu vi ontem? Ou sobre aquele videoclip novo que saiu? Wow, tanta coisa para escrever sobre.

 

Realidade:

Que é que vou escrever? Pois... podia escrever sobre o Euro 2016! Nãããooo, toda a gente escreve sobre isso e eu também já escrevi sobre isso! Ou sobre aquele filme... não, já falei sobre ele! Não há videoclips recentes... ai estou em apuros!

 

Situação 4: Assim que o post é publicado e o lemos

 

Expectativa:

Wow, ficou mesmo bem!

 

Realidade:

Mais valia ter posto no rascunhos!

 

 

Bem, eu não sei se vocês pensam assim ou se vos acontece, mas isto é o que me acontece a mim, mas também são algumas coisas que já não acontecem e que em tempos aconteceram.

Se tiverem algo a recriminar, eu aviso que a culpa não foi nem minha, nem das estrelas, mas da falta de inspiração existente!

 

Quem está deste lado?

Uma adolescente com os seus consistentes 15 anos que sobrevive às adversidades do dia a dia, acompanhada do seu blog, onde conta as suas peripécias e aventuras.

Estudante de secundário durante o dia, blogger durante a noite. Uma apaixonada pela escrita de todo o tamanho. Pensadora nata. Eterna sonhadora.

Para muitos um livro aberto, para outros um mistério por resolver.

Intrigado? Fica por estes lados e talvez desvendes o mistério.

Apresentação Visual

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D