Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lost in a Cloud

Be simple. Be original. Be yourself.

Lost in a Cloud

Be simple. Be original. Be yourself.

Favoritos de Agosto | Música, Séries, Maquilhagem

Ora hoje começa Setembro, o que significa que Agosto terminou (wow, descobri a pólvora, não descobri?). Como, e porque eu vou começar a escolinha, decidi fazer um post digno, em que não vou lamentar-me intensivamente pelas férias terem praticamente acabado. 

Então pensei cá comigo: "Fogo, Isabela, este mês de Agosto fizeste tantas coisas, viste tantas coisas, aconteceram-te tantas coisas. Porque não introduzires tudo isso às pessoas que estão do lado de lá em vez de falares do tempo bipolar ou de desgraças que vês nas notícias?". Entretanto cá estamos nós e hoje eu vou partilhar com vocês as coisas que fiz este mês (se bem que já partilhei muito durante o próprio mês, mas by the way), coisas que usei, que vi, mas que acima de tudo tornaram o meu mês diferente.

 

1. Séries 

 

Este mês eu não vi quase filme nenhum (Dunkirk não conta visto que eu nem sei do que se trata ao certo, muito secante... Só tenho duas palavras para esse filme: Harry Styles), logo não dá para criar a categoria. No entanto, vi algumas séries e embora só tenha acabado uma (com muita dor no coração) que ainda vai continuar (YEAHIIIII), eu tenho que falar delas por aqui.

Vi The 100. Minha gente, finalmente eu vi The 100! Diziam-me para ver há séculos, mas eu nunca cheguei mesmo a ver. Foi quando, um eu sem nada para fazer decidiu ir ver. Resultado: Viciou-se tanto que não acabou a série mais cedo, porque tinha prometido ver com a amiga que não estava disponível. Adorei a série e sinceramente fez todo o meu verão, tipo não dá para excluir tanta maravilha, não me arrependo NADA de ter conhecido o Bellamy e a Raven! Digo-vos que as minhas previsões estão lançadas e eu estou a morrer de entusiasmo e de saudades para 2018, que é quando sai a nova temporada. Sem dúvida que a série entrou diretamente para o meu Top 3, que acreditem ou não, é muito exclusivo e seletivo. Já vos tinha avisado, mas aproveito para reforçar, que vai sair review, por isso, estejam atentos!

Comecei a ver Reign que é uma série que fala da vida na corte no século XVI, contada pela Rainha Mary da Escócia que se vem casar com o príncipe Francis, futuro Rei de França e mais tarde, da Escócia. Esta comecei a ver há poucos dias, por isso, vou ficar muito caladinha ainda, mas digo-vos que estou a adorar e que uma review sairá assim que terminar a 1ª temporada ou a série completa (não sei ainda, mas digo-vos que vou dar a minha opinião futuramente). O que ainda não decidi é se vai para o Top 3 também, visto que como disse acima, é mesmo muito seletivo e eu não sei se consigo substituir Teen Wolf ou Shadowhunters, portanto... eu comunico mais tarde!

 

2. Música

 

Eu tinha que criar a categoria da música, não tinha? Mas é claro que tinha! Este mês ouvi muita coisa nova que vos vou apresentar aqui, outra poderá vir repetida, não sei ainda. Vamos lá ver, o que eu andei a ouvir em Agosto!

 

  Outra música que ilustra os mesmos momentos que a anterior. Eu já conhecia o Jonas Blue da "Perfect Strangers", e agora ele voltou e eu ouvi e pronto, amor tão instantâneo como o puré do Lidl que comi hoje ao almoço. Dirigindo-me à música em si, manda uma vibe de verão fantástica e dá aquela vontade de dançar um chiquito.

 

 O Justin Bieber e eu... eu e o Justin Bieber... é uma relação complicada. Ora lhe digo que sim, ora lhe digo que não. Desta vez, opá tenho que lhe dar o sim porque tem uma vibe tão fixe. Esta música lembra-me a volta de Sevilha, quando já estávamos quase em casa e tivemos que passar pelos montes e herdades, o por do sol estava lindo e esta música era a de fundo, daí me marcar muito. Marca um bom momento no Alentejo (este ano não houveram muitos por lá).

 

 Eu já tinha ouvido falar desta música, estava sempre nos MultiFandom que eu via quando estava aborrecida. Eu ouvi-a no Spotify porque foi sugerida pelo sistema e quando eu ouvi, não pude fazer mais nada a não ser amá-la. A melodia, a letra, são tão lindas. "Before you start a war, you better know what you're fighting for". É mesmo preciso eu dizer mais qualquer coisa?

 

 Revelei-me fã dos Scorpions. Eu adoro as músicas deles, os intrumentos falam, eles cantam, as letras têm significado, opá... Esta é a minha favorita. Engraçado, ouvia-a sempre que ia passear de carro à noite com a minha família, quando passavamos pelo Porto. Tenho sempre a tendência de olhar para a janela, para o céu, ouvir e pensar. Esta letra tem um significado que dependendo das fases onde a minha vida está, se aplica imenso.

 

 Esta música tem sempre a capacidade de destruir absolutamente o meu estado de espírito. É tão triste, choro sempre que a ouço. E agora, vocês perguntam porquê. É simples, aparece em "The 100". Os fãs vão saber porque choro e do que me lembro sempre, se não são fãs, saber é doloroso e não vão perceber a mesmo que vejam. Se começarem a ver, esta cena vai-vos abater, podem não chorar, mas bate forte cá dentro.

 

 Eu ouço esta música e também me lembra a Lexa de "The 100" (deiam-me um desconto, acabei há pouco tempo e ainda estou a processar tudo). Esta música lembra-me muito o poder feminino (feminista assumida). Adoro, mais uma vez a Halsey mostra o enorme talento e apresenta-nos isto.

 

 

 Ora, adorei ambas as versões e tive que as trazer. A primeira é mais dentro do rock, tem mais guitarradas, tem um ritmo completamente diferente. A segunda é mais pop e mais calma, gosto. Não dá para escolher uma porque a única coisa igual é mesmo a letra, que diga-se de passagem, é muito boa.

 

 Estive numa vibe de ouvir Chase Atlantic, e esta tem sido muito ouvida por mim. Adoro a letra, a vibe, eu desenconchavo-me toda com Chase Atlantic, inclusive, passo cada vergonha... Eu acho que o meu corpo pede Chase Atlantic todos os meses, é a minha droga, digamos.

 

 Esta é a clássica dos Chase Atlantic que me deu para ouvir este mês, outra vez. A letra agora tem um significado diferente, associo-a muito à vida. Ai, a vida... Não comento mais nada que é melhor!

 

 Quando tens alguém na tua vida com um grande gosto musical que te chama fraquinha por não ouvires "Asking Alexandria", o que fazes? Eu ignorei. Mas sabem aqueles postzinhos que vocês adoraram da reentré? Muitos foram resultado de grandes noitadas em que, para lutar contra o sono, a solução era ouvir música alta com um instrumental em que fosse impossível adormecer. Esta foi essa música. Lembrei-me desse comentário que ele fez, então resolvi ouvir e apaixonei-me.

 

3. Maquilhagem

 

Este mês, a nível de maquilhagem estive apaixonada pelas minhas duas sombras da Kiko. Já falei delas anteriormente, mas digo-vos que tenho uma paixão assolapada pela mais escura. Acreditem, aquilo com um rimel e um lápis preto, mais um gloss vermelho, estão prontas para a intro de PLL. Adoro.

 

 

E pronto, visto que este mês não comprei roupa, apenas comprei material escolar e ele já foi mostrado, acho que vou ficar por aqui, mesmo. Vou ali ouvir mais da minha droga, até ao próximo post.

Be simple. Be original. Be yourself.

Love you guys as much as I love to sleep.

 

 

 

 

 

Tag | Passado, Presente e Futuro

Trago-vos aqui uma tag, não só porque fui nomeada, mas porque sejamos realistas, como resistir? Esta tag foi criada pela Claudia, e bem, eu adorei o conceito!

Desde já tenho que agradecer à Hikarry e à Sofia por me terem nomeado para esta tag. Mas vamos lá à tag que é o que importa.

 

1. Qual são as três palavras que te definem?

Eu posso dizer que sou muito diplomática, sou forte (psicologicamente) e uma pessoa determinada.

 

2. Qual são os teus tipos post’s favoritos de fazer?

Eu adoro fazer posts profundos, motivacionais, em que eu falo de coisas não tão leves e tento ajudar os outros. Exemplos desses, são aqueles que estão destacados por mim na coluna lateral como sugestões de posts que acho que podem querer ler.

 

 

3. Quais são as bloggers que mais identificas?

Eu identifico-me um pouco por tudo com toda a gente. No entanto, posso dizer que me identifico com a Sofia graças aos nossos gostos em comum, identifico-me com a Maria na forma como escreve, identifico-me com a Claudia em termos de mentalidade, e também me revejo imenso na Hikarry

4. Quais são as tuas maiores paixões?

Eu sou uma pessoa com muitas paixões, diga-se de passagem. A prova disso é que posso dizer que sou apaixonada por "The Hunger Games", "Teen Wolf", "The 100"... Pronto, uma das minhas paixões são filmes/séries, tenho uma paixão assolapada pela arte das palavras (AKA escrita), pela fotografia, pela ginástica e pela música. Por fim, assim só uma curiosidade, podem gozar comigo à vontade, mas eu tenho uma paixão pela Matemática que opá só visto mesmo.

 

5. Youtuber favorito?

Há muita gente boa por aí que faz coisas fantásticas, mas algo que me ocupa o tempo e que eu adoro é mesmo os vlogs dos LeBlanc, daí escolher Bratayley.

 

6. Citação/Frase favorita?

"Se deres a volta à vida, a vida volta".  Não, eu não inventei isto. A frase é de uma música.

 

7. Qual é o teu look favorito?

Eu tenho muitos looks por onde escolher, de diferentes estações, todos prontíssimos para eu pegar e andar. Mas pronto, assim um que me faz sentir poderosa é constituído por umas calças pretas da Lefties (tenho que comprar umas novas que já estão coçadas nas pernas), uma camisola de manga comprida vermelha da Tiffosi (sim, tem que ser especificamente esta), as minhas botas de salto alto da Lefties e o meu casaco de cabedal da H&M. Para completar, temos as minhas ondas que já são a minha imagem de marca e uma maquilhagem bem básica. Fico logo toda pronta para a farra.

 

8. Fazes exercício?

Depende dos dias, na escola faço sempre (que remédio). Quando estou em casa nem tanto, digamos que muitas vezes os meus músculos e tendões ficam mal de saúde e eu prefiro não arriscar.

 

9. Livro favorito do momento?

Eu não leio, por isso...

 

10. Série favorita do momento?

Tenho andado viciada em "The 100" (já podem contar com uma review bem mais cedo que pensam), é tão bom!

 

11. Qual sentes ser a fase que estas a viver neste momento?

É uma fase curiosa. Sinto que é aquela fase em que vou fazendo as minhas coisas e vendo o que gosto e o que quero fazer. Digamos que é uma fase de experiências.

 

12. Quais são os sentimentos que estão em ti neste momento?

Estou entusiasmada e bem curiosa.

 

13. Pesquisa, “fotos tumblr”, e mostra a tua foto favorita.

Opá, já não vou ao Tumblr ao tempo, mas vamos lá tentar.

 Acerca desta foto, uma das minhas paixões referidas acima, a ginástica. Adoro o background, todos esses ingredientes formam a foto perfeita.

 

Nomeia 6 bloggers:

Vou nomear a Maria, a Daniela, o André, a Raquel, a Concha e a Line.

Shadowhunters | As minhas músicas favoritas

Olá!

Hoje resolvi trazer-vos um post de que me lembrei graças a Shadowhunters. Eu falo muito sobre música, mas acabo sempre por deixar aquela música nada conhecida das séries de lado. Muitas vezes, as séries têm as melhores bandas sonoras de sempre e eu acabo por ignorar muito.

Por isso, neste post vou-vos mostrar as minhas músicas favoritas desta série que eu amo de coração, e que na minha opinião, tem das melhores bandas sonoras de sempre.

 

 Começo logo com uma do capítulo de ontem, o 02x16. Para quem não sabia e é fã de Bastille, sim, a música deles aparece nesta série. No último episódio aparece quando o Simon está meio morto deitado a lamentar-se pela vida, e a Maya o procura.

 

 Esta música foi uma surpresa para mim. O Alberto Resende (ator que interpreta o Simon) também sabe cantar! Esta é a música que o Simon compôs para o Mundo à Parte (Downworld) e que toca no Hunter's Moon, no final do 02x13.

 

 Começo a adorar esta música desde o seu início. O instrumental lembra-me aqueles templos chineses de retiro espiritual, mas também me lembra bambús (isto já deve ser pelo facto de eu ser um Panda preso no corpo de uma adolescente de 15 anos completamente fangirl). Esta música toca no 02x12, quando a Clary e o Jace treinam um com outro na presença da Imogen, a diretora do Instituto.

 

 Esta música tem uma letra tão bonita... Posso até dizer que tenho uma parte favorita: "We are burried in broken dreams". É tocada no 02x14 na parte final da visita ao Seelie Court, e se para muitos foi uma cena feliz... para mim foi triste. Claro que fiquei contente com a imagem que se vê antes de abrir o vídeo, mas leva a outras consequências que me deixam imensamente triste e despedaçada. Não vou dizer muito, caso ainda não tenham visto, mas posso dizer que fiquei de coração partido.

 

 Esta música é conhecida por aparecer no filme "Me Before You", mas também aparece na cena mais triste do 02x05, da segunda temporada, quem sabe, da série toda. É tocada num rito fúnebre, posso dizer que chorei um pouco nesta cena, visto que a música se aplicava à tristeza e agonia sentida na sala. Além do mais, a atuação dos atores foi impecável, conseguiram passar os sentimentos na perfeição, desde a tristeza, à desolação, à culpa.

 

 Mais uma música triste que reflete bem uma cena maravilhosa. É um adeus dado por uma das personagens a um dos seus ente-queridos, se quiserem saber mais, é do 01x08.

 

 E claro que não podia faltar a música maravilhosa que abre cada episódio. Eu acho que se aplica mesmo e que é demais (confesso que é um bocadinho creepy, but I love it anyways kkkk).

 

E bem, foi isto. Talvez vá fazer o mesmo com outras séries que tenha andado a ver e que vejo. Só para lembrar que Teen Wolf vai recomeçar dia 30 de julho, vão haver muitas mais músicas novas...

 

 

Favoritos de Junho | Música, Séries e Youtube

Olá!

Decidi fazer um post de favoritos este mês, referente ao mês de junho. Eu penso que nunca fiz um post de favoritos, mas bem, porque não?

Falando primeiro sobre música, que foi a área que explorei imenso este mês, eu criei uma playlist no Spotify (na verdade criei duas, mas pronto)! Tenho Spotify desde ano passado, mas nunca lhe liguei muito, sempre passou muito ao lado. Isso mudou este mês, quase não vou ao Youtube, passo a vida no Spotify!

Mas vá, sem mais demoras, vamos à parte que vos interessa mais, que é mesmo a música.

 Navegando pelo Spotify, descobri esta música que eu adorei. A letra é mesmo gira, a melodia transmite-me alegria e deixa-me meio eufórica, tanto que faço aquelas sessões de karaoke e playback...

 

 Esta música é muito doce. Outra descoberta do Spotify, faz-me feliz. Eu não sei muito que dizer, mas o pensamento vai para a minha irmã. Aquele ser inocente que eu quero proteger e do qual levo imensas "patadas", mas que ainda assim quero evitar ao máximo que se magoe. Sou uma irmã preocupada, apesar de tudo. Acho que qualquer um que sinta a necessidade de proteger o próximo, consegue relacionar essa música a essa pessoa.

 

 Esta música passa-me uma vibe de verão tranquila e eu gosto disso. Costumo gostar mais do refrão, aqui pelo contrário, gosto mais da restante música, o refrão não me cativa tanto...

 

 Esta música é mais tristezinha, eu adoro-a na mesma. Eu acho fofa e não consigo conter o sorriso ao ouvi-la, a melodia tem sido das minhas favoritas. Talvez me lembre dele, não sei, de qualquer forma está na minha lista de favs.

 

 Esta música, eu admito, é meio que um guilty pleasure porque é daquelas que me faz pegar no sublinhador e começar a dançar e a cantar pelo quarto fora (quando falo de dança falo de tudo menos dança. A Abby Lee Miller ia gritar comigo se visse).

 

 Há sempre um artista que se vai repetir quando falo de música, desta vez a "vítima" foi uma das minhas novas bandas favoritas: All Time Low.

Esta música dá-me uma ideia de despedida, o adeus de uma fase para outra, nomeadamente faz-me pensar no fim do secundário. Não me perguntem porquê, nem ando lá ainda, mas sinto que é um grande adeus.

 

 Esta música é mais triste, mas eu adoro tudo acerca dela. A música que Kristian Kostov levou para representar a Bulgária no Festival da Eurovisão este ano, apesar de ser fantástica, não foi suficiente para bater o nosso Salvador Sobral.

De qualquer forma, posso afirmar que a Bulgária esteve bem representada. Em inglês (essa parte eu agradeço imenso, não ia perceber nada de búlgaro, então nunca iria entrar nos favs), não sei que lugar obteve, mas no meu ranking merece um lugar alto. Esta música lembra-me um pouco de uma certa personalidade, eu fartava-me de ouvir isto quando falavamos, traz-me muitas memórias felizes, por isso continuo a ouvi-la de quando a quando.

 

 Há uns meses atrás (lá para fevereiro ou coisa assim), falei-vos da banda pela qual me tinha apaixonado: Chase Atlantic. A música que conheci primeiro foi a "Friends" e é uma das minhas favoritas, posso ouvi-la quinhentas mil milhões de vezes, que nunca me vou cansar. 

Recentemente eles lançaram um novo álbum e eu, depois de ouvir as músicas todas, selecionei algumas para falar aqui. A primeira é esta, gosto muito dela, não posso dizer que é a minha favorita, mas adoro-a! A vibe não é aquela calmaria, ainda bem, não é o que espero deles, penso que têm que ser músicas mais fortes, tenho essa impressão deles e apesar de terem uma outra que me desilude nesse aspeto, fico feliz por manterem a vibe pesada.

 

 Apesar de ter gostado do álbum todo, esta foi a minha música favorita. Eles recuperaram a minha consideração depois daquela música que eu detestei ver no álbum deles, a "Roxanne". Não é que eu não goste de músicas fofas, toda a gente sabe que gosto, mas ao ver o estilo geral deles, aquilo não encaixa e desilude-me. Felizmente eles passaram de "Roxanne why do you have to leave me on my own?" para "I'm about to take you back to church, well tell me your confessions baby what's the worst now".

 

 Eu vou falar de música em português porque esta música fez-me acreditar que Portugal tem muito talento que não é devidamente reconhecido, por erro nosso, muitas das vezes. Muitos de nós não acreditamos no nosso povo, mas eles surpreendem-nos.

Esta música transmite-me paz e amor, chega a ser triste, quando a ouvi pela primeira vez com toda a atenção, quase chorei. Achei-a emotiva.

 

 ÁTOA, uma banda portuguesa, muitas vezes comparada com os DAMA. Sempre gostei muito mais deles que dos DAMA, esta música vence qualquer uma. Não é a tal música fast-food, tem significado. Os DAMA também, mas é aquela questão de gosto pessoal. DAMA começou a ser muito injetado na rádio, comecei-me a aborrecer da música deles porque é sempre tudo igual e passa na rádio 5 vezes por dia.

 

A minha lista quanto à música está fechada, a minha conclusão é que a música portuguesa não está perdida e limitada a música pimba e kizombadas. Agora, vamos lá passar às séries que tenho andado a ver.

 

  • Gossip Girl 

Já tinha começado a ver, mas parei por causa da escola. Assim que as férias chegaram, é maratona de Gossip Girl à noite a torto e a direito. Adoro esta série, é divertida, é dramática, é escandalosa, todos os ingredientes para gostar, não é verdade? Vá não é bem assim, também gosto por ter realidades parecidas à minha. Quais? É um segredo que nunca direi.

Neste momento estou a poucos episódios de acabar a temporada 3 e passar para a 4, que segundo o que ouvi, promete. Mas convenhamos, há alguma vez em que GG não prometa? Claro que não!

 

  • Pretty Little Liars

Eu tinha começado a ver, mas com as aulas e Gossip Girl, eu desisti de ver porque achei que não fosse o meu tipo de série. Tanto as minhas amigas me azucrinaram para eu ver, que eu cedi e vi um episódio. Só que com esse episódio, vieram os outros todos, e neste momento já estou quase a acabar a temporada 2.

 

Acerca de Youtubers, este mês fiz uma nova subscrição da qual não me arrependo. A youtuber de que falo é a Mariana Gomes. Adoro a vibe do canal dela, os vídeos dela, o estilo dela, e acima de tudo, a forma de ser.

É sem dúvida aquela subscrição que eu recomendo a 100%, e que quem a faz, nunca se arrepende.

 

Estes foram os favoritos deste mês, talvez faça um para o próximo mês, quem sabe. Não prometo nada que não consigo cumprir, portanto, vai ser uma hipótese em aberto...

 

 

 

TV Show Review | Riverdale

Hey there!! Como já confessei eu estou absolutamente viciada nesta série, neste momento estou a seguir regularmente. A minha história com Riverdale é absolutamente estranha, visto que eu sabia quando ia estrear a nova série, mas no entanto, só há algumas semanas decidi vê-la a sério.

Quando estreou, eu decidi ver, no entanto, como era tarde eu não acabei o episódio e achei meio secante, ainda assim, semanas depois, após as minhas amigas falarem tão bem da série eu decidi ver de novo para tirar a prova dos 9. Resumindo e concluindo, eu vi o 1º, o 2º, o 3º... fiquei mesmo uma viciada em Riverdale.

Esta série foi inspirada numa banda desenhada, e conta a história da tragédia que abateu a cidade de Riverdale: a morte de Jason Blossom. Ele foi assassinado, no entanto, não se sabe por quem. A história gira à volta de um grupo de amigos constituído pelo Archie Andrews, pelo Jughead, pela Betty Cooper e pela Veronica Lodge, no entanto, anda muito à volta das suas família e da família Blossom, falando muito especificamente na Cheryl, a irma gémea do Jason.

Até agora, as minhas personagens favoritas são a Betty, que é aquela menina tímida e reservada que toda a gente adora, o Jughead, que é o rapaz misterioso que está a escrever um livro sobre a história toda (fãs de Zack & Cody, corram se ainda não viram, porque um dos gémeos é o Jughead, qual? Não sei, têm que ver), o Archie, o jogador de football e o apaixonado pela música, e a Veronica, que é a rapariga que acabou de chegar a Riverdale com a sua mãe e que é bastante gira e na minha opinião, um pouco cómica.

Eu tenho algumas suspeitas sobre quem matou o Jason, mas não as vou partilhar aqui, senão perde um pouco a piada. 

Eu aconselho a 100%, se ainda não viram, eu penso que deviam mesmo porque tem aquela onda de mistério (esta parte associo muito às fãs de Pretty Little Liars, que também acompanham ao longo da série o processo da descoberta da identidade da -A), tem algum romance, algum drama (não pensem que é como Gossip Girl, porque não tem nada a ver), amizade acima de tudo (já sabem que há sempre aqueles amigos inseparáveis e aqueles parceiros do crime que descobrem as coisas mais importantes), mas ao mesmo tempo fala de situações com que muitos adolescentes se podem identificar.

 

Teen Wolf: Season 1 | TV Show Review

Hi guys! Nos últimos dias tenho andado viciada na série de televisão "Teen Wolf", estive a ver a primeira das cinco temporadas existentes e sinceramente eu amei! Cada situação melhor que a outra, uma série muito interessante que me prendeu nos últimos dias.

Estou ansiosa para ver o que aconteceu à Lydia, ao Stiles, se o Derek vai mudar, o que acontece aos caçadores, ao Scott (se se vai revoltar contra o Derek), à Allison e como é óbvio ao Jackson, que neste momento tem andado muito misterioso.

Tudo agora está em aberto, e como é óbvio eu já tenho as minhas personagens prediletas. Eu adoro o Stiles e a Lydia, são ambos muito, muito inteligentes. Mas mesmo assim o Stiles é o melhor, adoro a maneira de ser dele e do companheirismo que demonstra para com o Scott.

Quem é fã de Teen Wolf? Quem é a vossa personagem favorita?

 

Teen Wolf

Eu sempre fui muito mais de filmes que de séries, via uma ou outra muito de vez em quando, mas nunca gostei muito. No entanto, estava a ouvir umas músicas que apareciam na série "Teen Wolf", eu já estou muito familiarizada com esta série porque a minha irmã e o meu pai são fãs de carteirinha, eu nunca vi, nesse aspeto nunca acompanhei o meu pai, sempre fui mais a companheira de estrada e dos segredos que a de séries.

Continuando, acabei agorinha mesmo de ver o primeiro episódio e devo dizer que adorei, vou já ver o segundo porque não aguento a espera, tenho de por as temporadas todas em dia, já!

 

O Aquário de Eva- opinião

Já há uns dias que tenho estado para falar sobre esta série, mas entretanto foi-me passando, no meio de tanta coisa, passou-me completamente!

Eu não sei se alguém aqui vê a SIC Radical, ou se ouviu falar desta série, mas basicamente esta é uma série produzida em Espanha, onde a personagem principal é Eva (como o nome indica).

A história fala de Eva, uma mulher justa e intuitiva que é psicóloga do colégio e acompanha de perto durante as suas consultas as histórias de um grupo de adolescentes. Com a ajuda do seu companheiro, Lopéz, vai tentar fazer a diferença. Eu não acompanho desde o ínicio, mas também estreou recentemente, por isso ainda não percebi muito bem a história.

Depois de uma pesqueisa intensiva já sei alguns nomes das personagens e os seus problemas, por isso enumero:

  • Olivia: Medo da solidão.
  • Nacho: Timidez, tem um maus conceito de "ser sociável" e tem uma obcessão pela ex-namorada, a Olívia.
  • Fernando: Culpa de ter matado o melhor amigo.
  • Hugo: Masturbação excessiva e insegurança.
  • Leo: Atitude rebelde e desafiadora qunato aos pais, perdeu a memória a curto prazo devido a um acidente.
  • Esther: Não consegue aceitar a realidade familiar e entrou em depressão (tentou o suicídio).
  • Maca: Tem complexos devido à obesidade e aversão ao contacto.
  • Martín: Não se adaptou e Espanha e por isso tem atos marginais e uma atitude sobérbia.
  • Ari: Problemas com a sua herança latina e também a sua homosexualidade.
  • Carla: Obcessão pela imegem, que resulta em anorexia.
  • Jaki: Joga demasiados jogos de vídeo e não se adapta socialmente.
  • Manu: Religião, rejeição e timidez por parte do sexo oposto e com o mesmo.
  • Ulises: Mau comportamento devido à superdotação não diagnosticada.
  • Javi "El Gorras": Rebeldia. Falta de respeito com as mulheres por causa de um acidente cerebral que a mãe sofreu.
  • Sonia: Atitude violenta e desafiante devido ao divórcio dos pais e também devido aos maus-tratos por parte do seu namorado, o Rober.
  • Rober: Atitude violenta por causa da sua insegurança.
  • Andrés: Insegurança que deriva em rebeldia.
  • Malik: Atitude violenta e abusiva perante qualquer autoridade.
  • Taher: Solidão e falta de adaptação devido a ser imigrante em Espanha, de origem Marroquina.
  • Teo: Falta de confiança nele mesmo.
  • Big-Bang: Problemas fraternais causados pela convivência.
  • Villete: Problemas fraternais causados pela convivência e problemas de autoridade com a sua mãe.
  • Toni: Obcessão por um corpo musculado devido á sua impotência sexual.
  • Patri: Não se sente valorizada pelo seu namorado.
  • Ana: Não aceita as mudanças no seu corpo, trantornos pela sua mudança de personalidade.
  • Fabián: Problemas associados à sua condição homossexual.
  • Bea: Falta de confiança e insegurança que lhe causam um sentimento de ira e a faz pensar que todos à sua volta são inimigos.
  • Andrea: Problemas com a mãe porque esta a obriga a ser bailarina.
  • Poli: Inadaptação social, inteligência abaixo da média.
  • Juan: Excesso de autoridade. Não valoriza o que tem, e por isso desperdiça todo o dinheiro que os pais lhe dão.
  • Pilar: Problemas associados ao sue recente relacionamento com o Fabián e a pouca autoridade que os seus pais exercem sobre ela.

 

Por aquilo que vi (algumas das personagens não estão incluidas por enquanto), adorei! A história é forte e eu adoro séries destas. Quem mais acompanha?

 

Dragon Ball

Hi everybody! Bem, algo que não sabem sobre mim é que eu sou fanática de animes, nomeadamente do Dragon Ball.

Bem, eu estava a seguir a partir da SIC Radical, mas a primeira temporada acabou com o casamento da Kika e do Son Goku e agora em vez de seguir com o Dragon Ball Z, que é onde nascem o Son Goan e o Son Goten seguiram com o Dragon Ball GT e eu agora, para perceber tenho de ver o Z na SIC K, o problema é não a apanhei no ínicio, mas dá para compreender!

Eu estou com a canção do GT na minha cabeça, só tenho "GT Dragon Ball GT guerreiro herói serás sempre o primeiro, para combater as forças do mal, Son Goku!

 

Quem está deste lado?

Uma adolescente com os seus consistentes 15 anos que sobrevive às adversidades do dia a dia, acompanhada do seu blog, onde conta as suas peripécias e aventuras.

Estudante de secundário durante o dia, blogger durante a noite. Uma apaixonada pela escrita de todo o tamanho. Pensadora nata. Eterna sonhadora.

Para muitos um livro aberto, para outros um mistério por resolver.

Intrigado? Fica por estes lados e talvez desvendes o mistério.

Apresentação Visual

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D