Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Lost in a Cloud

Be simple. Be original. Be yourself.

Lost in a Cloud

Be simple. Be original. Be yourself.

Faz um ano...

Faz um ano de quê, Bella? Desde que o post de que mais me orgulho ter feito saiu ao publico e foi destacado.

Fi-lo quando regressei ao Sapo depois de um longo período de reflexão e de uma fase muito conturbada da minha vida.

Felizmente, hoje estou melhor e tudo mudou. Há um ano estava mergulhada numa profunda depressão, este ano estou bem melhor e estou mais feliz e confiante. Há um ano estava no Alentejo, de forma a abstrair-me dos meus problemas, hoje estou no Porto.

A vida dá muitas voltas, a prova disso é a pessoa em que me tornei. Mudei completamente, talvez para melhor, talvez para pior. No entanto, o que interessa é que estou aqui, mais feliz do que alguma vez estive em muito tempo.

Se quiserem relembrar, ou então ler o post pela primeira vez, cliquem aqui. Se és novo e é a primeira vez que o lês, espero que gostes. Se já o leste, continuas a identificar-te ou a gostar dele?

 

It's been a year...

Yeah... hi guys! Hoje faz um ano que este canto foi criado, três nomes depois, uma pessoa depois e várias crónicas doidas, cá estamos nós. Um ano. 52 semanas. 365 dias. 8760 horas. 525600 minutos. 31536000 segundos. Podemos dizer isto de várias formas, mas o tempo vai sempre continuar o mesmo.

Fases complicadas foram ultrapassadas por estes lados, fases fáceis também, o sucesso, o crescimento, a mudança, coisas boas e más aconteceram durante este ano e sei que muitas mais aventuras irão surgir.

Eu não sei que vai acontecer daqui para a frente, se há um ano atrás me dissessem que eu ia passar por este ano e acabar muito mais madura eu ia rir-me na cara da pessoa em questão. Eu sou a Bella, não sou a Riley, não sou qualquer outra pessoa, eu sou eu, eu não tenho que ser outra pessoa qualquer, eu tenho o meu valor!

Eu sei que não tenho andar muito por aqui mas tenho muito trabalho ultimamente e fico muito cansada, sinceramente e tristemente, chego a ficar sem vontade de vir aqui. Neste momento eu tenho outras ocupações, umas eleições a chegar, umas pré-eleições em preparação, outros projetos, tenho a minha dança, tenho os meus estudos e infelizmente eu não consigo esticar o tempo porque ele não é elástico, talvez um dia o consigam fazer mas receio informar que não penso que seja num futuro muito próximo.

E eu sei que vai haver gente a perguntar, ou pelo menos a pensar consigo mesma sem compartilhar a pergunta "Porque não deixas de dedicar tanto tempo à dança?". Eu vou explicar-vos, a dança tem tido um papel muito importante na minha vida, fiz o meu primeiro grand-jetê (não sei se se escreve assim, o meu Francês não é nada de extraordinário), fiz uma série de piruetas, estou perto das pontas, fiz a borboleta... tudo são conquistas que se fazem, mas nunca sem esforço, sem sangue, suor e lágrimas, ah e claro, dor. 

O meu tempo tem sido muito limitado e vai ser ainda menos porque com as aulas, os treinos de dança e de badminton que estão por vir e claro, com a possibilidade da associação de estudantes, as coisas ficam muito contadas.

Eu não quero deixar de vir aqui, tal como a dança, a escrita é uma paixão, mas por vezes precisamos de evoluir nalgumas coisas e voar um pouco, tal como a borboleta. Eu penso que tive a minha metamorfose e quero voar, quero ser a borboleta, não vou voar já, tenho que aprender a fazê-lo antes, mas no dia em que conseguir voar bem, aí vai ser a minha hora.

Talvez eu devesse deixar isto tudo, a minha dedicação, o meu tempo, a minha inspiração, esses não estão muito famosos, ricos...

Anyway, eu não sei o que vai acontecer mas o que sei é que quando eu voar eu posso sempre voltar para o meu porto-seguro e eu sei qual é o meu porto-seguro.

O meu nome é Isabella Oliveira, tenho 14 anos, vivo no Porto, em Portugal, na Península Ibérica, na Europa, no Hemisfério Norte Ocidental, no planeta Terra, no Sistema Solar, na Via Láctea e este é o meu porto-seguro, sei para onde voltar e a quem agradecer, não me esqueço de quem fui, do que fiz, do que me marcou e foi importante porque esta sou eu.

Quem está deste lado?

Uma adolescente com os seus consistentes 15 anos que sobrevive às adversidades do dia a dia, acompanhada do seu blog, onde conta as suas peripécias e aventuras.

Estudante de secundário durante o dia, blogger durante a noite. Uma apaixonada pela escrita de todo o tamanho. Pensadora nata. Eterna sonhadora.

Para muitos um livro aberto, para outros um mistério por resolver.

Intrigado? Fica por estes lados e talvez desvendes o mistério.

Apresentação Visual

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D